News

Ministros da América Latina e Caribe aprovam agenda digital até 2022

Ministro Marcos Pontes destacou as iniciativas tomadas pelo Governo Federal diante do cenário desafiador provocado pela Covid-19.

A Agenda Digital para América Latina e Caribe até 2022 (eLAC 2022) foi aprovada durante a VII Conferência Ministerial sobre a Sociedade da Informação da América Latina e Caribe. No encontro virtual, o ministro de Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, reforçou o interesse do Brasil em continuar como membro da mesa diretiva da eLAC nos próximos anos.

A Agenda Digital estabelece oito áreas de atuação para os países do grupo, com 39 objetivos específicos para a implementação, além de ações específicas na luta contra a Covid-19. Entre os objetivos: infraestrutura digital; transformação digital e economia digital; governo digital; inclusão, competência e habilidades digitais; tecnologias emergentes para o desenvolvimento sustentável; confiança e segurança digital; mercado digital regional; cooperação regional digital; enfrentar a Covid-19; e facilitar a recuperação e reativação econômica.

Um dos destaques da conferência foi o aumento da relevância das tecnologias digitais durante a atual crise. No painel “Tecnologias digitais para a reativação: rumo a uma estratégia para América Latina e Caribe”, o ministro Marcos Pontes destacou as iniciativas tomadas diante do cenário desafiador provocado pela Covid-19.

Entre as ações, Marcos Pontes citou a criação da Rede Conectada para garantir o pleno funcionamento e acesso à internet no país; o uso da inteligência artificial para identificação de potenciais medicamentos contra a Covid-19; a liberação do recurso da multiprogramação em canais de TV digital para a transmissão de aulas e conteúdos educativos; e a conexão à internet de 16 mil unidades de saúde do Brasil.

Transformação digital

O ministro ressaltou a importância da cooperação entre os países da América Latina e Caribe para a transformação digital da região. “Aprendemos que devemos somar esforços e trabalhar juntos para enfrentar desafios. As tecnologias digitais podem ser usadas em diferentes áreas que são de interesse comum entre os países”, afirma.

Marcos Pontes fez um relato das diversas políticas digitais que estão sendo implementadas pelo Brasil para expandir o uso de tecnologias e permitir a recuperação econômica e novos investimentos. O ministro destacou como prioridades o Plano Nacional de Internet das Coisas – que conta com cinco câmaras 4.0 dedicadas aos setores de indústria, agricultura, saúde, cidades inteligentes e turismo – e os investimentos em oito centros de pesquisas em inteligência artificial.

De acordo com o ministro, o Brasil também busca a segurança e a proteção de dados dos usuários de tecnologias digitais. Entre os avanços nessa área, apontou a aprovação da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais e a criação da Autoridade Nacional de Proteção de Dados. Outras iniciativas destacadas foram o Marco Legal das Startups e a promulgação da alteração do modelo de incentivos para empresas de tecnologia de informação e comunicação, a Lei das TICs.

Fonte Gov.br

SEU APOIO É IMPORTANTE!
Sua assinatura não só fornecerá notícias precisas, mas também contribuirá para o crescimento do bom jornalismo que ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras.

Torne-se um assinante Prêmio e obtenha 25% de desconto acesse o link abaixo e obtenha o desconto promocional.

LINK ASSINATURA ANUAL

Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Joice Maria Ferreira

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre as atualidades sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo