News

Representantes da Polícia Nacional da Colômbia conhecem modelo de segurança pública aplicado em MT

Objetivo da visita foi conhecer as forças de segurança, em especial as que atuam na fronteira, a exemplo do Gefron e da Defron

O secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, recebeu nesta segunda-feira (23.11) os oficiais da Polícia Nacional da Colômbia, tenente-coronel Marco Antônio Pulido Segura e major Gustavo Aldolfo Cortes Moya. O objetivo da vinda dos militares a Mato Grosso é para conhecer o modelo de segurança pública local, em especial na região de fronteira.

Na oportunidade, Bustamante explicou a atuação do Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron), responsável por 900 quilômetros de fronteira entre Mato Grosso e Bolívia, sendo que destes 700 são de fronteira seca com o país vizinho. 

“O trabalho realizado pelo Gefron tem se destacado nacionalmente e até mesmo internacionalmente. Somente neste ano, a unidade foi responsável pela apreensão de mais de 13 toneladas de entorpecentes na região de fronteira. São mais de R$ 200 milhões de prejuízo ao crime”, pontuou o secretário.

O trabalho de apoio às forças de segurança do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) também foi apresentado durante a reunião. Além disso, o secretário explicou como se dá a atuação de organizações criminosas ligadas ao tráfico de drogas não só em Mato Grosso, mas no país de uma maneira geral.

Outro assunto abordado foi o Sistema Penitenciário, já que o problema de falta de vagas também é uma realidade na Colômbia. O secretário apresentou o recém-lançado raio 6 da Penitenciária Central do Estado (PCE), que será o novo modelo implementado em Mato Grosso com a criação de mais 4 mil vagas nas unidades penais, reduzindo consideravelmente esse déficit.

Os visitantes também puderam conhecer a estrutura do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) e as tecnologias de ponta utilizadas no combate ao crime. 

O tenente-coronel da Polícia Nacional Colombiana, Marco Antônio Pulido Segura, explicou que diferente do Brasil, onde há a atuação de diversas polícias, as forças de segurança colombianas estão centralizadas apenas na Polícia Nacional, o que é um grande desafio, principalmente nas regiões de fronteira, em especial na fronteira com a Venezuela. Atualmente, Segura comanda mais de 480 policiais apenas no combate ao narcotráfico na Colômbia.

Em Cáceres

Nesta terça-feira (24.11), os militares colombianos conhecerão in loco o trabalho de fronteira realizado pelo Gefron e também pela Delegacia Especializada de Fronteira (Defron), da Polícia Judiciária Civil (PJC).

Também participaram da reunião, o coordenador militar do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), coronel PM Alexandre Corrêa Mendes, o secretário adjunto da Sesp, Carlos Davim, o secretário de Integração Operacional, coronel PM Victor Fortes e o secretário de Inteligência, Wylton Massao Ohara.

Visita à PMMT

Na Polícia Militar o encontro dos oficiais colombianos foi com o comandante geral, coronel PM Jonildo José de Assis, o comandante geral adjunto, coronel PM Delwison Sebastião Maia e o subchefe de Estado Maior, coronel PM Wankley Corrêa Rodrigues.

Coronel Assis explanou sobre a estrutura, forma de atuação, produtividade operacional, projetos sociais, Escolas Militares Tiradentes e outras ações. Os oficiais da Polícia Nacional Colombiana quiseram saber, por exemplo, como se formam as equipes e quais os veículos usados no policiamento. 

O comandante geral explicou que a PM tem o comando central, o comando especializado e os comandos regionais com unidades com área de atuação específica. E ainda, aqui as equipes vão às ruas com no mínimo dois policiais.

Além dos coronéis Paulo Victor Fortes e Alexandre Mendes, também participaram do encontro o diretor de Inteligência da PM, coronel Fábio Andrade e o superintendente de Apoio Logístico, tenente-coronel Fabiano Pessoa.

Ao final, os oficiais colombianos foram agraciados com a medalha símbolo dos 185 anos da PMMT. Já o coronel Assis recebeu um brasão da Polícia Colombiana.

Fonte: Governo do Mato Grosso

Assine Prêmio: 
Contar hoje com uma mídia isenta, ética e informativa é a busca de todo leitor. Nosso Jornal e Revista oferecem informações gerais que podem ser lidas por toda a família, em uma abordagem que prima pela ética e respeito. Torne-se um assinante Prêmio e obtenha 25% de desconto aplicando o código (WELIMA).

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo