Parceria levará direitos de crianças e adolescentes a pessoas surdas

Pessoas surdas e com deficiência auditiva poderão conhecer os direitos de crianças e adolescentes por meio da Língua Brasileira de Sinais (Libras). Uma parceria entre o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) e a Organização dos Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI) produzirá material informativo adaptado sobre o tema.

Mais de R$ 175 mil serão destinados para a iniciativa, que tem o apoio da Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (SNDCA). A produção do material será feita pela Federação Nacional de Educação e Integração de Surdos do Rio Grande do Sul (FNEIS).

O objetivo da ação é ampliar e fortalecer processos e estratégias de participação social em espaços de discussão e proposições relacionados aos direitos da criança e do adolescente.

Para o secretário nacional de direitos da criança e do adolescente, Maurício Cunha, a medida democratiza as informações e o conhecimento sobre direitos. “Precisamos levar o tema ao maior número de pessoas possível. Isso é essencial para a proteção e o futuro de crianças e adolescentes em todo o país.”

Fonte Gov.br

SEU APOIO VOLUNTARIO MUITO É IMPORTANTE!
Sua assinatura não só fornecerá notícias precisas, mas também contribuirá para o crescimento do bom jornalismo que ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras.

Torne-se um assinante Prêmio e obtenha 25% de desconto acesse o link abaixo e obtenha o desconto promocional.

LINK ASSINATURA ANUAL

Obrigado pelo apoio!

Sair da versão mobile