Projeto estimula plantio de árvores e preservação do Cerrado mineiro

Projeto estimula plantio de árvores e preservação do Cerrado mineiro

Proposta tem objetivo de beneficiar mais de 2 mil famílias da região de Monte Carmelo, no Alto Paranaíba.

Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG) é parceira da Cooperativa dos Cafeicultores do Cerrado Monte Carmelo (monteCCer) no projeto Viveiro de Atitude. A iniciativa propõe a preservação dos recursos naturais do Cerrado em Minas, a partir da distribuição e plantio de árvores nativas. As atividades são desenvolvidas no município sede da cooperativa, Monte Carmelo, região do Alto Paranaíba.

Para colocar a ação em prática, foi construído um viveiro com 97 espécies nativas do bioma Cerrado e produzidas mais de 60 mil mudas. “A iniciativa dos cooperados, juntamente com 22 entidades e nove empresas comerciais, com a participação importante da Emater local, fornece mudas de espécies nativas do Cerrado para aumento das matas e proteção das nascentes”, explica o superintendente da monteCCer, Régis Damasio Salles.

Arquivo / monteCCer

Envolvimento

O projeto envolve 158fazendas cooperadas, que adquiriram as mudas num valor 50% menor que o de mercado. A proposta visa beneficiar mais de 2 mil famílias no município e região, sendo executado, por exemplo, em parceria com escolas e universidades. Até o momento foram plantadas 9 mil árvores. “Podem participar tanto cooperados como não cooperados, área rural e habitantes das cidades, que são também incentivados a plantar em suas casas”, diz Régis Salles.

Destaques

Boa parte da mobilização dos produtores e organização das ações do Viveiro em Atitude são por meio de website, aplicativo mobile e redes sociais. Dessa forma, evita-se o uso de papel e a poluição ambiental. Outro ponto relevante é  a arrecadação com a comercialização das mudas ser destinada para entidades filantrópicas, que cuidam de crianças e idosos. “Somos um único ecossistema e acreditamos que devemos todos cuidar e zelar pelo bioma Cerrado, da nossa biodiversidade”, afirma Régis Salles.

Itamiran Camargo Silva é produtor de hortaliças orgânicas e avicultura de postura em Monte Carmelo. Ele trabalha com a família nas atividades e comercializa para o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae). Pelo projeto, ele plantou 250 mudas de árvores em sua propriedade. “A gente está vendo no dia a dia que quase ninguém se importa em preservar o bioma em geral. Se as pessoas começarem a fazer a parte delas, no futuro, seria bom. Preservar e cuidar”, diz o produtor. 

Arquivo / monteCCer

Participação da Emater-MG

A Emater-MG atuou na elaboração de uma cartilha digital, disponibilizada em smartphone, tablet e ou computador, para auxiliar os produtores do plantio das mudas. O material traz dicas importantes, como a seleção das espécies, escolha e preparo do local, preparo das covas e adubações. A cartilha também orienta sobre os cuidados pós-plantio, como adubação, irrigação, capinas e controle de pragas.

A partir dessas dicas, os produtores fizeram o plantio das mudas em suas propriedades. Os cafeicultores contaram ainda com a participação dos extensionistas da Emater-MG. Muitas mudas foram utilizadas na proteção de nascentes, o que tem impacto direto na proteção dos recursos hídricos.

Com este trabalho, observa o extensionistas da Emater-MG em Monte Carmelo, Diego Rezende, os produtores rurais podem adotar medidas de conservação e recuperação de nascentes degradadas, por meio de técnicas simples, como de enriquecimento florestal, contenção e cercamento

Fonte: Agência Minas

Assine Prêmio: 
Contar hoje com uma mídia isenta, ética e informativa é a busca de todo leitor. Nosso Jornal e Revista oferecem informações gerais que podem ser lidas por toda a família, em uma abordagem que prima pela ética e respeito. Torne-se um assinante Prêmio e obtenha 25% de desconto aplicando o código (WELIMA).

Print Friendly, PDF & Email