RJ: Banco de Leite Humano: Hospital Estadual Adão Pereira Nunes (HEAPN) busca doadoras

RJ: Banco de Leite Humano: Hospital Estadual Adão Pereira Nunes (HEAPN) busca doadoras

De acordo com a pediatra do Banco de Leite, do Hospital Estadual Adão Pereira Nunes, Saracuruna, em Duque de Caxias, Lucila Bragantini, fazer parte do Banco de Leite Humano é muito mais fácil do que as pessoas imaginam. Segundo a profissional, os pré-requisitos são poucos: a mulher precisa ter um bebê que está amamentando e este bebê tem que estar evoluindo bem de peso e crescimento.

– Não tem uma quantidade mínima para doar. Qualquer quantidade é bem-vinda. Porque a gente às vezes tem bebê na UTI que ele precisa tomar por dia só 2 ml de leite. Então, qualquer quantidade que a doadora queira doar, vai ser ótimo. Ela só precisa ser saudável – explica a pediatra.

Para as mamães que querem doar, mas não podem ir até a unidade, o hospital tem a solução: há a possibilidade dos profissionais irem até a residência buscar o leite. O hospital pode fazer a coleta do material sempre que uma mãe entra em contato.

A partir do momento que a mãe se dispõe a doar, ela precisa ter os exames de rastreio (feitos na própria unidade) para não haver chance do leite passar alguma doença ao bebê que vai recebê-lo. A doadora vai ser avaliada com exames físicos e exame de sangue. A partir do momento que o leite é doado, ele é pasteurizado e depois passado para o bebê.

O leite materno tem fatores de proteção capazes de aumentar a imunidade e as defesas do bebê prematuro.

– O bebê prematuro, como não tem defesa e vai para a UTI Neonatal, tem muitas chances de se infeccionar. Pode ter problema de infecção sanguínea, meningite, alteração na parte gastrointestinal, diarreia, pode ter tudo isso, e o leite humano quando doado, dará uma proteção para este bebê. Os bancos de leite surgiram para dar possibilidade do bebê que não tem a capacidade de sugar o seio materno, porque nasceu muito prematuro, porque não tem maturidade para sugar, respirar e engolir ao mesmo tempo, ter a possibilidade de ter uma defesa através do leite humano doado de outras mães – disse.

Dúvidas sobre a doação de leite materno pode ser tiradas com a unidade pelo disque amamentação, no número (21) 3675-0910. O atendimento é 24h.

Fonte: Governo do Rio de Janeiro

Assine Prêmio: 
Contar hoje com uma mídia isenta, ética e informativa é a busca de todo leitor. Nosso Jornal e Revista oferecem informações gerais que podem ser lidas por toda a família, em uma abordagem que prima pela ética e respeito. Torne-se um assinante Prêmio e obtenha 25% de desconto aplicando o código (WELIMA).

Print Friendly, PDF & Email