A liberdade em tempos de loucura e totalitarismo: O que devemos fazer?

A liberdade em tempos de loucura e totalitarismo: O que devemos fazer?

A LEI PERVERTIDA! E com ela os poderes de polícia do estado também pervertidos! A lei, digo, não somente distanciada de sua própria finalidade, mas voltada para a consecução de um objetivo inteiramente oposto! A lei transformada em instrumento de qualquer tipo de ambição, ao invés de ser usada como freio para reprimi-la! A lei servindo à iniqüidade, em vez de, como deveria ser sua função, puni-la!

Se isto é verdade, trata-se de um caso muito sério, e é meu dever moral chamar a atenção de meus concidadãos para ele. (A Lei – Frédéric Bastiat)

“Não é desejável cultivar o respeito às leis no mesmo nível do respeito aos direitos. A única obrigação que tenho direito de assumir é fazer a qualquer momento aquilo que julgo certo. Costuma-se dizer, e com toda a razão, que uma corporação não tem consciência; mas uma corporação de homens conscienciosos é uma corporação com consciência. A lei nunca fez os homens sequer um pouco mais justos; e o respeito reverente pela lei tem levado até mesmo os bem-intencionados a agir quotidianamente como mensageiros da injustiça.” (grifo nosso)

(Henry David Thoreau, filósofo)

Eu escrevi um artigo para o Jornal da Cidade Online, Não seja escravo do Estado, com o desejo que o povo brasileiro despertasse. Infelizmente o povo segue domado, apático, fraco. O artigo foi publicado em Março de 2020. Escrevi:

“O que mais me perturba é a postura passiva com a qual grande parte da população vem aceitando medidas que vão contra a liberdade. Vale a pena, por causa do medo e desespero entregar a um estado aparelhado pela esquerda nossa liberdade?”

“Bruno Garschagen em seu livro, Pare de Acreditar no Governo, afirma: “Em dez anos no poder, o PT transformou “a máquina estatal em correia de transmissão do partido, de acordo com os princípios leninistas”, e aumentou significativamente a sua receita partidária com “o pagamento obrigatório do dízimo” realizado pelos seus filiados. Era a estratégia adequada para colocar o Estado a serviço dos petistas.” Através do PT a esquerda conseguiu por meio da esfera politica aumentar seu poder de influência na sociedade, tornando ainda mais a educação e cultura em sua máquina panfletária. Paulo Freire já havia pavimentado o caminho para que seus soldados/professores usassem da educação para doutrinar alunos, e a classe intelectual e artística, que vive de queijos e vinhos e ama se exilar nos Estados Unidos e Europa, se tornou a responsável por propagar mentiras e desinformação a fim de enaltecer as narrativas totalitárias e ditatoriais dos braços da esquerda, sim, falo do feminismo, movimento LGBTI+ e movimento negro. Não defendem indivíduos e sim a ideologia.”

Sempre me indaguei sobre como alguém poderia passivamente entregar sua liberdade em prol de segurança? Agora eu sei a resposta.

O medo corrompe a inteligência e perverte a razão, nada é mais vantajoso para ditadores que encher de medo e pavor o povo que desejam tanto escravizar. De bom grado este mesmo povo entregaria seu livre arbítrio e pediria que as correntes do estado leviatã o acorrentassem.

Como escrevi no artigo para o jornal Gazeta do Povo: O Brasil é a mais cruel e violenta distopia,

“Em prol de um mundo perfeito, vale a pena abandonar nossa própria história como povo, nação? Vale destruir as diferenças e nuances que nos tornam únicos para se obter uma falsa sensação de prosperidade e igualdade?

Parece que o povo brasileiro almeja ser um mero escravo do Estado, um servo obediente dos desmandos de poderosos e seus asseclas. Eu, porém, não abandonarei a liberdade, garantida pela Constituição e, acima desta, pela fé em Cristo: “Agora, pois, ó reis, sede prudentes; deixai-vos instruir, juízes da terra. Servi ao Senhor com temor, e alegrai-vos com tremor” (Salmo 2,10-11).”

Um homem que se ajoelha diante das trevas, nunca mais verá a luz do sol. Somos e sempre seremos os senhores do nosso destino e reais autores de nossa história.



Clique AQUI NO LINK e adquira na Amazom.com – em E-book e Impresso

Print Friendly, PDF & Email