Série B: Náutico deixa a zona de rebaixamento; Ponte Preta encosta no G-4

Série B: Náutico deixa a zona de rebaixamento; Ponte Preta encosta no G-4

Timbu venceu o Cuiabá nos Aflitos, enquanto a Macaca bateu o Cruzeiro de virada.

Mais dois jogos movimentaram a terça-feira (22) de Série B. Pela 31ª rodada, o Náutico venceu o Cuiabá por 2 a 0 e deixou momentaneamente a zona de rebaixamento. Enquanto no Moisés Lucarelli, a Ponte Preta derrotou o Cruzeiro de virada e encostou no G-4. Confira os detalhes das partidas:

Náutico 2 x 0 Cuiabá

Nos Aflitos, o Náutico foi melhor durante o primeiro tempo, mas não conseguiu converter as chances criadas. Jean Carlos, aos 28, parou em boa defesa de João Carlos. Na sequência, Vinícius também apareceu para o Timbu, mas pegou fraco na hora de finalizar. A última oportunidade alvirrubra antes do intervalo veio com Bryan, aos 48, mas novamente o goleiro do Dourado evitou o gol. Depois das conversas nos vestiários, o Náutico voltou a assustar com Paiva, aos dois, e Vinícius, aos cinco. Até que, aos 12, Jean Carlos cobrou escanteio e Rafael Ribeiro testou firme para colocar o time da casa em vantagem. O segundo demorou, mas veio em cobrança de pênalti de Jean Carlos, aos 39: 2 a 0 e mais três pontos na conta do Timbu. 

Com o triunfo, o Náutico chegou aos 35 pontos e aparece na 16ª posição. Já o Dourado tem 50 pontos e é o terceiro colocado.


Ponte Preta 2 x 1 Cruzeiro

Mesmo jogando fora de casa, o Cruzeiro criou as melhores oportunidades do primeiro tempo. Na primeira delas, Manoel apresentou o cartão de visitas mineiro, após cobrança de escanteio, e abriu a contagem no Moisés Lucarelli: 1 a 0. Na sequência, Machado cobrou falta com perigo e por pouco não marcou o segundo. Enquanto, aos 21, Pottker recebeu na direita, bateu cruzado e viu Apodi salvar a Macaca quase em cima da linha. Aos poucos, a Ponte equilibrou as ações, mas encontrou dificuldades para criar no ataque. E, já na marca dos 45, a Raposa voltou a assustar em finalização de Thiago, que parou em Ygor. Já na etapa final, foi a vez da Ponte ter boa chance em arremate de Bruno Rodrigues, aos seis. Querendo o empate, o time da casa seguiu pressionando. Aos 20, Bruno Rodrigues tentou, mas Lucas França evitou o gol. No lance seguinte, Luizão pegou uma sobra de cruzamento e deixou tudo igual: 1 a 1. E não parou por aí. Bruno Rodrigues, aos 25, fez 2 a 1. Correndo atrás do prejuízo, o Cruzeiro assustou com Pottker e Giovanni, mas não conseguiu chegar a igualdade.

A vitória deixa a Ponte Preta momentaneamente na sexta posição, com 46 pontos e a três do G-4. Enquanto a Raposa ocupa o 11º lugar, com 40 pontos. 

Foto: Rafael Vieira/AGIF
Fonte: CBF

Assine Prêmio: 
Contar hoje com uma mídia isenta, ética e informativa é a busca de todo leitor. Nosso Jornal e Revista oferecem informações gerais que podem ser lidas por toda a família, em uma abordagem que prima pela ética e respeito. Torne-se um assinante Prêmio e obtenha 25% de desconto aplicando o código (WELIMA).

Print Friendly, PDF & Email