Bahia: Adab organiza força-tarefa para ampliação do número de propriedades georreferenciadas

Bahia: Adab organiza força-tarefa para ampliação do número de propriedades georreferenciadas

Gerentes da Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab) que atuam nos escritórios do interior estiveram reunidos com a diretoria da autarquia nesta quarta-feira (23), por meio de videoconferência, para alinhamento de estratégias com o objetivo de ampliar o número de propriedades rurais georreferenciadas no estado.

Abrindo a reunião, o diretor-geral da Ada, Maurício Bacelar, destacou a dedicação e competência do quadro de técnicos e profissionais da autarquia no monitoramento e manejo das pragas, campanhas de vacinação e trabalho para mitigação de riscos. “Somos uma equipe unida em busca de resultados ainda melhores. A alimentação correta do sistema da agência vai nos direcionar para programar e implementar medidas precisas na defesa agropecuária”, afirmou.

As orientações dos diretores de Defesa de Sanidade Animal e de Defesa Vegetal direcionaram os responsáveis pela execução das ações nos escritórios para que, a partir de janeiro, todas as informações captadas em campo passem a constar do sistema de informática da agência, que passou por uma total e recente modificação.

Prazo ampliado

O recadastramento de produtores e propriedades que terminaria em 31 de dezembro foi estendido até 30 de junho de 2021. “Por conta da pandemia, das dificuldades de deslocamento e para evitar aglomerações, já que o ato é realizado somente nos escritórios físicos, decidimos publicar uma portaria regulamentando a extensão do período para que possamos trabalhar com um fiel retrato do que temos do quantitativo em culturas vegetais e animais em nosso estado”, disse Maurício.

O diretor-geral da Adab reafirmou aos servidores a relevância da coleta e abastecimento do programa. “Geolocalizar todas as propriedades rurais é essencial para fechar o ciclo da defesa agropecuária, para seguirmos atuando na prevenção de pragas e doenças que não circulam em território baiano e que, com muito trabalho, estratégia e vigilância continuarão longe da Bahia”, concluiu.

Fonte: Ascom/Adab

Assine Prêmio: 
Contar hoje com uma mídia isenta, ética e informativa é a busca de todo leitor. Nosso Jornal e Revista oferecem informações gerais que podem ser lidas por toda a família, em uma abordagem que prima pela ética e respeito. Torne-se um assinante Prêmio e obtenha 25% de desconto aplicando o código (WELIMA).

Print Friendly, PDF & Email