Centro de Pesquisa e Inovação do CBMSC é inaugurado em Florianópolis

Centro de Pesquisa e Inovação do CBMSC é inaugurado em Florianópolis

Foi inaugurado o Centro de Pesquisa e Inovação do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) nesta quarta-feira, 23, em Florianópolis. Na cerimônia também houve a entrega de equipamentos para utilização no local.

O laboratório voltado à pesquisa de incêndio e perícia irá funcionar no Parque Tecnológico Alfa. As instalações do espaço foi fruto de uma parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (FAPESC), com a cessão de uso do prédio por 20 anos ao CBMSC.

A corporação também contou com o apoio do Ministério Público de Santa Catarina, que por meio do Fundo de Reconstituição de Bens Lesados (FRBL), adquiriu mobílias, além de equipamentos altamente tecnológicos no valor de R$ 2.051.196,80, dentre os quais se destacam um cromatógrafo gasoso com espectrometria de massa, um calorímetro de varredura diferencial e um equipamento de espectroscopia de infravermelho.

O Centro de Pesquisa e Inovação é destinado para os estudos em ciências do fogo, com foco na prevenção, combate e investigação de incêndios.

Histórico

O serviço de investigação de incêndios do CBMSC teve início no final da década de 70, graças à iniciativa de um visionário da instituição, o coronel RR Luiz Antônio Cardoso. Na década de 90 o CBMSC já possuía um laboratório de apoio pericial, para os peritos e incêndio, localizado inicialmente no prédio histórico da corporação. Neste laboratório, a semente de um espaço destinado à pesquisa e inovação foi semeada por um grupo de dedicados bombeiros, entre eles o coronel Claúdio Gomes (in memorian), o coronel Vanderlino, subtenente Macedo, soldado Rocha e outros que sonhavam com uma atividade de investigação e pesquisa forte. No entanto no ano de 2003, com a emancipação, ele foi desativado por não haver local e efetivo destinado.

A corporação sempre sentiu a necessidade de retomar as atividades do laboratório, sendo que desde o ano de 2006 algumas outras sementes foram plantadas, com projetos exitosos, como por exemplo, o simulador de incêndio em Joaçaba; o centro de treinamento de busca e resgate em estruturas colapsadas em Tijucas; o centro de treinamento de combate a incêndio estrutural em Tubarão e Laguna, e o centro de treinamento de combate a incêndio florestal em Xanxerê.

Fonte GSC Imagens Secon

Print Friendly, PDF & Email