Mapeamento identifica 147 pesquisas e 79 startups na área da agricultura em SC

Mapeamento identifica 147 pesquisas e 79 startups na área da agricultura em SC

A Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc) e a Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural do Estado de Santa Catarina (SAR) identificaram 147 pesquisas científicas e tecnológicas e soluções na área da agricultura e 79 startups de agritechs e foodtechs. O mapeamento mostra a rica diversidade do ecossistema de ciência, tecnologia e inovação do Estado, que capacita produtores rurais, investe em diferentes culturas e faz o uso de ferramentas como inteligência artificial, drones e aplicativos. 

Para o presidente da Fapesc, Fábio Zabot Holthausen, o mapeamento é importante para conhecer melhor o ecossistema. “O mapeamento vai servir para que a Secretaria da Agricultura e a Fapesc possam identificar e conhecer melhor o ecossistema e, com isso, definir melhor as ações para a ciência, tecnologia e inovação a partir de 2021”, afirma. “A ideia é que possamos ser mais assertivos dentro dos programas e desenvolver ainda mais os setores ligados à inovação e startups do agronegócio, que é um dos pontos fortes de Santa Catarina”, acrescenta. 

O mapeamento faz parte do Programa Agroinovação SC, desenvolvido pela Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural e suas empresas vinculadas –  Epagri, Cidasc e Ceasa. O objetivo é estimular iniciativas inovadoras e aprimorar as políticas públicas voltadas para o setor produtivo.

Também faz parte de um esforço da Fapesc para aproximar o governo estadual do ecossistema de ciência, tecnologia e inovação (CTI) por meio do programa #Fapesc@Gov+Pesquisa&Inovação. Entre as inúmeras iniciativas do programa, como contratação de bolsistas e credenciamento dos órgãos do governo e elaboração de chamadas públicas, foram lançados dois editais na área da agricultura: um deles mapeou as pesquisas científicas e tecnológicas e/ou soluções com foco na Agricultura, Pecuária, Pesca e Agroindústria das ICTs e o outro mapeou as startups de Agritechs e Foodtechs de Santa Catarina.

“O mapeamento de startups e iniciativas inovadoras é fundamental para que a Secretaria da Agricultura e suas empresas vinculadas tenham acesso a informações que possam ajudar a definir as políticas públicas para potencializar a geração de inovações para o meio rural e pesqueiro de Santa Catarina. Não podemos pensar em um planejamento eficiente sem conhecer o que já existe, quais as demandas e desafios do setor produtivo”, avalia o secretário da SAR, Ricardo de Gouvêa.

Os dois mapas mostram a grande diversidade de CTI no Estado. Na área das pesquisas e soluções, por exemplo, há o uso de inteligência artificial e tecnologias de visão computacional, elaboração de aplicativo para estimativa do peso de bovinos de corte, utilização de resíduos protéicos e até biofabricação de carne por impressora 3D. Dentre as startups estão empresas de diversas cidades do Estado, com soluções para produção vegetal, fruticultura, horticultura, aquicultura e pesca, pecuária de corte e de leite, avicultura e suínos.

Fonte GSC Imagens Secon

Print Friendly, PDF & Email