News

Polícia Militar do Tocantins divulga balanço de ações em 2020

Com a adoção rigorosa dos protocolos de segurança durante o período de pandemia, a Polícia Militar do Tocantins (PMTO) continua trabalhando para promover a segurança pública e a tranquilidade dos cidadãos tocantinenses. Por meio do policiamento ostensivo e preventivo, a corporação realizou 77 operações policiais em todo o Estado no período de janeiro a novembro de 2020. O balanço de ações demonstra uma queda nas principais ocorrências registradas no Tocantins.

Dentre as principais operações realizadas pela corporação, com o objetivo de intensificar as atividades de policiamento ostensivo de caráter preventivo e/ou repressivo, coibir práticas criminosas e reduzir os índices de criminalidade, estão as operações: Cidade Blindada e operação Cidade Segura, ambas realizadas na região sul do Estado; a Operação Paz e Sossego Público, que contou com apoio de aéreo do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) e foi realizada na região central do Estado; a Operação Campo Seguro I, na região centro-norte; a operação Hórus Divisa, na região norte; a operação Eleições, que empregou diretamente 1.650 militares nos 139 municípios tocantinenses; e a operação Hórus Vigia, que, há um ano, vem sendo realizada no Tocantins e já apreendeu mais de 200 kg de entorpecentes, 81 veículos roubados/adulterados (automóveis, caminhões, caminhonetes, motocicletas, reboque ou semirreboque), 276 kg de pescado irregular e efetuou a prisão/apreensão de 86 pessoas suspeitas de praticarem crimes no Estado.

Registro das principais ocorrências

De janeiro a novembro, quanto ao registro de ocorrências, a PM registrou queda nas ocorrências mais frequentes registradas pela corporação, que são de furtos e roubos. De forma que, furto de veículo automotor teve queda de 845 ocorrências em 2019, para 644 em 2020, totalizando uma redução de 23,8%. Furto em estabelecimento comercial caiu 5,8%, passando de 936 ocorrências em 2019 para 882 em 2020; furto em residência também registrou queda de 28,5%, com 1.882 ocorrências em 2019 para 1.346 em 2020. Nos registros de roubo a veículo automotor, foram 571 ocorrências em 2019 e 496 em 2020, queda de 13,2%; roubo a estabelecimento comercial também teve uma expressiva redução de 42,7% com 516 ocorrências registradas em 2019 para 296 em 2020 e roubo a residência de 359 ocorrências em 2019 para 258 em 2020, uma redução de 28,2%.

Crimes violentos (latrocínio, homicídio e tentativa de homicídio) mantiveram a mesma média nos dois anos, sendo registradas 716 ocorrências em 2019 e 720 ocorrências em 2020. De igual forma, os crimes de estupro e estupro de vulnerável, tendo sido registradas 79 ocorrências em 2019 e 84 em 2020.  Em relação à apreensão de drogas, a Polícia Militar registrou 289 ocorrências em 2019 e 346 em 2020, um aumento de 16,5%; já porte de drogas caiu de 97 em 2019 para 72 em 2020, redução de 25,8%; localização e apreensão de drogas de 21 registros em 2019 para 10 em 2020, uma queda de 52,4%.

Segundo o comandante-geral da PM, coronel Jaizon Veras Barbosa, o ano de 2020 apresentou condições desafiadoras não só para o campo da segurança pública, mas para todo nosso sistema social. “A Polícia Militar do Tocantins buscou se adequar às mudanças decorrentes da pandemia que assolou o mundo e, graças à dedicação e ao comprometimento de cada policial militar, atuando de maneira efetiva e diligente em todo o território tocantinense, cujo empenho pode ser evidenciado nos dados obtidos no presente balanço anual. Por meio de ações estratégicas e parcerias com órgãos que compõem o sistema de justiça, a PMTO intensificou ações de prevenção e combate à criminalidade, reafirmando seu compromisso de proteger o povo tocantinense, auxiliando no fortalecimento da cultura de segurança e paz no nosso Estado”, enfatiza.

Cursos e aperfeiçoamento

Mais de 1.600 policiais militares na Capital e no interior do Estado participaram das Instruções de Nivelamento de Conhecimento (INCs) de cursos como manuseio com armamento- teste de eficiência, instrução de uso do fuzil AR-10; treinamento para operadores do sistema de videomonitoramento; instrução e treinamento de tiro e técnica policial; curso de montagem, manutenção e tiro policial; instrução de táticas individuais; instrução de armamento com pistolas e carabinas e capacitação de armeiros.

Segundo dados da Diretoria de Ensino, Instrução e Pesquisa (Deip), em parceria com Polícias Militares de outros estados, outros órgãos e instituições foram 248 profissionais da corporação que finalizaram cursos externos, totalizando 1.859 policiais militares capacitados no Tocantins e em outros estados/órgãos, de forma que 10 cursos ainda estão em andamento ou em fase final de seleção para 331 policiais militares até o fim deste ano.

Aquisição de materiais e equipamentos

Em 2020, a Polícia Militar realizou um investimento do montante de R$ 8.806.693,64 para a aquisição de materiais e equipamentos e obras. Sendo que foram investidos cerca de R$ 620,5 mil na construção da sede da Companhia Independente de Operações Especiais (Cioe). Por meio da emenda parlamentar da deputada federal Dulce Miranda, foram destinados R$ 995 mil para a construção do Centro Olímpico no Quartel do Comando Geral, cujas obras estão em andamento.

A Polícia Militar recebeu 678 pistolas 9 mm com investimento total de R$ 795.900 com recursos de emenda parlamentar dos deputados Luana Ribeiro e Jair Farias. A corporação fez ainda a aquisição de 619 pistolas calibre.40 e 67 carabinas calibre 5,56 perfazendo um total de R$ 2.242.436 na aquisição de armamentos altamente resistentes com sistema de segurança extremamente eficiente. Para a implantação do sistema de radiocomunicação digital da corporação, a PM investiu R$ 3,7 milhões.

Cerca de R$ 455 mil estão em fase de empenho para a construção do muro da sede do Grupo de Operação com Cães (GOC), iluminação do campo de treinamento da escolinha de futebol do 1º Batalhão da Polícia militar e aquisição de aparelhos de ar-condicionado.

Ações no combate à Covid-19

Durante o período de pandemia do novo Coronavírus, a PM tem reforçado o policiamento nas cidades tocantinenses e adotado medidas de prevenção proativas, como a aquisição de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para policiais militares, em consonância com o Decreto Estadual n° 6.072/2020 e o Plano de Contingência Covid-19/PMTO. 

Com o objetivo de minimizar os riscos à contaminação de policiais militares pela Covid-19, a Polícia Militar do Tocantins tem implementado várias medidas de proteção ao seu efetivo como a implantação do trabalho remoto (home office) aos profissionais que pertencem ao grupo de risco, a criação do Plano de Contingência Covid-19, o funcionamento das unidades da PM/TO em todo o Estado com número reduzido de servidores, além da aquisição de materiais e equipamentos de proteção como mais de 4 mil litros de álcool em gel, milhares de luvas e máscaras e cerca de 60 mil litros de produtos de limpeza e higiene pessoal e de ambientes como ação bactericida e bacteriostática e Peroxy 4D. Todas as unidades da PMTO no Estado receberam e estão utilizando o material.

Fonte: Governo do Tocantins

Assine Prêmio: 
Contar hoje com uma mídia isenta, ética e informativa é a busca de todo leitor. Nosso Jornal e Revista oferecem informações gerais que podem ser lidas por toda a família, em uma abordagem que prima pela ética e respeito. Torne-se um assinante Prêmio e obtenha 25% de desconto aplicando o código (WELIMA).

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo