Governo de Santa Catarina lança programa de crédito para empresas atingidas por enxurrada no Alto Vale do Itajaí

Governo de Santa Catarina lança programa de crédito para empresas atingidas por enxurrada no Alto Vale do Itajaí

Empresas de Rio do Sul, Ibirama e Presidente Getúlio, atingidas pela enxurrada do dia 17 de dezembro, vão ter acesso a uma linha de crédito com juro subsidiado. O recurso vai permitir recompor estoques, reformar estruturas, adquirir máquinas e equipamentos, além de assegurar capital de giro para comércio, indústria e prestadores de serviços. O evento climático afetou duramente os três municípios, prejudicando toda a atividade empresarial, danificando a infraestrutura das cidades, destruindo lavouras e provocando a morte de 21 pessoas.

A Medida Provisória a ser assinada na primeira semana de janeiro pelo governador Carlos Moisés vai criar uma linha de crédito de R$ 30 milhões, que será operada pelo Badesc. A intenção é atender Micro, Pequenas e Médias Empresas e assegurar crédito mais acessível para permitir a retomada destes negócios. Serão viabilizadas operações entre R$ 30 mil e R$ 200 mil, com 12 meses de carência e 36 meses para pagamento. Os juros serão 100% subsidiados pelo Governo, desde que os tomadores honrem as parcelas dentro do prazo de vencimento. O cálculo é de que o recurso permita atender de cem a mil empresas, conforme o valor das operações. O crédito poderá ser solicitado até 60 dias após a homologação do Decreto de Estado de Calamidade Pública.

Segundo o governador Carlos Moisés, o apoio aos municípios do Alto Vale do Itajaí deve ser o embrião do RecomeçaSC, que pretende se tornar um programa de apoio de crédito permanente, voltado a empreendedores de cidades atingidas por eventos climáticos extremos. “A intenção é de que o projeto seja discutido com a Assembleia Legislativa e ampliado para atender todo o Estado, sempre que necessário. Acreditamos que teremos o apoio dos deputados porque Santa Catarina tem, infelizmente, um histórico de eventos climáticos extremos”, afirma.

O Governo do Estado fará, sempre que necessário, a ativação do programa e aporte de novos recursos.

Fonte GSC Imagens GSC

Print Friendly, PDF & Email