Esportes

Chapecoense e Brasil-RS empatam pela Série B, assim como Vitória e Operário-PR

Chape ficou no 0 a 0 com o Xavante e perdeu chance de reassumir a ponta. No outro jogo deste domingo (3) pela 32ª rodada, duelo entre Leão e Fantasma terminou em 1 a 1.

Neste domingo (3), mais dois jogos foram realizados pela 32ª rodada da Série B – e terminaram empatados. Na Arena Condá, em Chapecó (SC), a Chapecoense perdeu a chance de voltar ao topo da tabela ao empatar em 0 a 0 com o Brasil-RS. No outro duelo, disputado no Manoel Barradas, em Salvador (BA), Vitória e Operário-PR ficaram no 1 a 1. Veja os detalhes:

+ Confira a tabela completa da Série B!

Chapecoense 0 x 0 Brasil-RS

Na Arena Condá, a Chapecoense precisava vencer o Brasil-RS para reassumir a liderança da Série B, mas as duas equipes terminaram empatadas em 0 a 0. Agora, a Chape ocupa a segunda posição na tabela, com 63 pontos. O Xavante segue no décimo lugar, com 44.

Explorando os contra-ataques, o Xavante teve duas boas chances no início do jogo. Na primeira, aos sete minutos, Dellatorre recebeu entre os zagueiros e bateu na rede pelo lado de fora. Aos dez, o centroavante apareceu da mesma forma e tocou na saída do goleiro, mas a defesa conseguiu cortar e evitar o gol. O Verdão do Oeste até balançou o barbante aos 18, em cabeceio de Anselmo Ramon, mas o atacante estava impedido. Depois disso, a etapa inicial ficou mais estudada, com poucas oportunidades para os dois times.

Assim como na etapa inicial, o Brasil-RS começou ameaçando no segundo tempo. Primeiro com Matheusinho, que fez a bola passar ao lado do gol aos quatro minutos. Depois, aos oito, João Ricardo defendeu finalização de Dellatorre em dois tempos. Na parte final do confronto, a Chape, que precisava da vitória para reassumir a ponta da Série B, partiu para cima. Primeiro com Mike, que tentou cabeceio aos 28 e mandou para fora. Depois, com duas finalizações de Foguinho, aos 33 e aos 39. Entretanto, os catarinenses não conseguiram exercer grande pressão e o placar zerado se manteve até o fim.

Vitória 1 x 1 Operário-PR

Vitória e Operário-PR fizeram jogo equilibrado e empataram pela 32ª rodadaVitória e Operário-PR fizeram jogo equilibrado e empataram pela 32ª rodada
Créditos: Jhony Pinho/AGIF

Em um jogo que começou com dois gols rápidos, Vitória e Operário-PR empataram em 1 a 1 no Manoel Barradas, em Salvador (BA). O resultado mantém as equipes em suas posições no início da rodada: o Fantasma é o 11º colocado com 42 pontos; por outro lado, o Leão está em 15º, com 37.

O primeiro tempo começou agitadíssimo em Salvador. Logo aos dois minutos, Vico bateu falta com perfeição no canto direito e abriu o placar para o Vitória. No entanto, o Operário empatou aos seis, também na jogada aérea: Marcelo cobrou falta e Ricardo Bueno testou para o gol – a bola ainda tocou na trave antes de entrar. Depois do início frenético, os times ficaram mais cautelosos e evitaram se arriscar muito. A finalização de maior perigo até o fim da etapa inicial foi de Thiago Lopes, do Leão, que tirou tinta do poste em remate da entrada da área aos 22.

Na etapa final, o Vitória teve domínio das ações e finalizou mais, mas os chutes não foram muito perigosos. A chegada de maior perigo do Leão aconteceu aos seis minutos, quando Léo Ceará cobrou falta forte no meio do gol e o goleiro do Operário espalmou. O Fantasma, por outro lado, pouco chutou, mas assustou aos dez, em chute de longe de Douglas Coutinho que explodiu no travessão. Com os goleiros sem trabalharem muito, nenhuma das equipes balançou a rede novamente.

Foto: Dinho Zanotto/AGIF
Fonte: CBF

Assine Prêmio: 
Contar hoje com uma mídia isenta, ética e informativa é a busca de todo leitor. Nosso Jornal e Revista oferecem informações gerais que podem ser lidas por toda a família, em uma abordagem que prima pela ética e respeito. Torne-se um assinante Prêmio e obtenha 25% de desconto aplicando o código (WELIMA).

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo