News

Foz do Iguaçu atrai 33,6 mil turistas nos primeiros dias de 2021

Números apontam para uma retomada gradual do turismo e do setor de serviços mesmo diante do cenário de cuidados com o novo coronavírus e circulação e horários restritos para evitar aglomerações.

O Parque Nacional do Iguaçu, o Marco das Três Fronteiras, a Usina de Itaipu Binacional e o Parque das Aves receberam 33,6 mil turistas nacionais e estrangeiros nos três primeiros dias de 2021. Essas atrações são os motores do turismo em Foz do Iguaçu, no Oeste do Paraná, um dos destinos mais procurados no País. As atividades do setor correspondem a mais de 50% da economia municipal.

Os números apontam para uma retomada gradual do turismo e do setor de serviços mesmo diante do cenário de cuidados com o novo coronavírus e circulação e horários restritos para evitar aglomerações. Os dados consideram ingressos comercializados e não CPFs, podendo considerar que uma mesma pessoa esteve em mais de um local.

O Parque Nacional do Iguaçu recebeu 15.270 visitantes no feriadão de Réveillon (1º a 3). O movimento representou uma redução de 44% no comparativo com o mesmo período do ano passado, quando foram registradas 27.286 visitas. O Marco das Três Fronteiras, símbolo da amizade com Argentina e Paraguai, recebeu 6.119 visitantes, diferença de 3.408 visitantes (-35%) em relação ao mesmo período de 2019.

O Parque das Aves vendeu 8.274 tíquetes entre 31 de dezembro e 3 de janeiro, sendo que a grande maioria, 7.388 pessoas, conheceu a reserva nos três primeiros dias do ano. A visitação superou a expectativa inicial de 7 mil turistas nesse período e respeitou a regra de lotação máxima de até 3.500 pessoas por dia.

A Itaipu Binacional atraiu em 2021 um total de 4.885 visitantes. A maior parte proveniente do Paraná, fruto da política do Governo do Estado, de estímulo ao turismo regionalizado. Também visitaram a Itaipu turistas do Rio Grande do Sul e São Paulo. A visita panorâmica, a mais disputada, foi a mais movimentada. Na sexta-feira, registrou 1.107 visitantes. O dia de maior visitação foi no sábado, com 1.389 visitas. No domingo foram 1.191 turistas.

OBRAS EM FOZ – Para impulsionar ainda mais o turismo na cidade e ajudar a recuperar as perdas de 2020, o Governo do Estado, o governo federal, a Itaipu Binacional, a prefeitura e o setor privado estão tirando do papel algumas das principais obras de infraestrutura da cidade, como a Ponte da Integração Brasil – Paraguai, a ampliação da pista do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu e a duplicação da Rodovia das Cataratas.

A nova ponte está se aproximando de 50% de execução e as obras no aeroporto já ultrapassaram 65%, com previsão de inauguração em abril. A licitação da Rodovia das Cataratas será publicada no começo deste ano, com expectativa de início das obras também em 2021. A intervenção inclui vias marginais, ciclovia, um viaduto na entrada do aeroporto, três trincheiras, ponte, uma passarela para pedestres, dois passa-faunas e uma rotatória da entrada do Parque Nacional do Iguaçu.

As obras em infraestrutura são parte do programa Acelera Foz, lançado em 2020. Ele reúne 40 iniciativas em sete eixos para que o município alcance e ultrapasse os patamares de pouco antes do início da pandemia. Os eixos são infraestrutura, divulgação, retomada econômica do turismo, empreendedorismo, inovação e atração de investimentos, apoio à produção e comercialização, e fomento de políticas públicas.

BALANÇO DE 2020 – O Parque Nacional do Iguaçu fechou 2020 com 658.367 visitantes, o que representou redução de 67% em relação a 2019, quando passaram pelos portões da reserva 2.020.358 pessoas, o maior número de visitação da história. Os números de 2020 se equiparam aos índices de 2002, um baque de 18 anos.

O parque fechou pela primeira vez em 18 de março e reabriu no dia 10 de junho, aniversário de Foz do Iguaçu. No dia 1º de julho, a unidade de conservação foi fechada novamente e retomou as atividades apenas em 4 de agosto. Nesse período foram 123 dias sem receber turistas, algo inédito desde que ele foi criado, em 1939. Em três meses (abril, maio e julho) não houve visitação.

O Parque Nacional do Iguaçu é uma das Sete Maravilhas Naturais do mundo. Ele está aberto todos os dias na alta temporada, com funcionamento das 8h às 16h, seguindo um rigoroso controle de proteção sanitária e de orientação aos visitantes. Os ingressos são limitados e vendidos exclusivamente on-line, com agendamento de data e horário para a visita.

O turismo da margem brasileira da Itaipu Binacional recebeu 233.408 visitantes em 2020. O número é 77% inferior ao de 2019, quando ingressaram nos portões da binacional 1.028.225 turistas, maior resultado da história. Desde 1976, quando foi aberta para visitação, a Itaipu já recebeu quase 24 milhões de turistas em ambas as margens.

No momento, estão em funcionamento três passeios no Complexo Turístico Itaipu (CTI): a Itaipu Panorâmica, que recebeu o maior número de turistas em 2020, o Ecomuseu e o Refúgio Biológico Bela Vista. Em período normal, há ainda a Itaipu Especial, que permite que o visitante vá até o coração da usina.

Também houve redução no Parque das Aves, frustrando a expectativa de alcançar, pela primeira vez na história, a marca de 1 milhão de turistas. Em 2020 foram 290.122 pessoas, contra 936.673 visitantes durante 2019, ano mais expressivo no reduto de mais de 1,3 mil aves, maior parque dessa natureza na América Latina.

O Parque das Aves também passou por um grande processo de reconstrução em 2020. Ele ficou fechado por quase seis meses e chegou a demitir 130 funcionários, mantendo somente pessoal indispensável para o tratamento e cuidados dos animais, mas em dezembro já anunciou a recontratação dos primeiros 28 servidores. A expectativa é de manter esse ritmo conforme a evolução das visitações.

No Marco das Três Fronteiras houve uma redução de 258.496 visitantes em 2020, queda de 57% na visitação turística, no comparativo com 2019. Foram 194.947 no ano passado, contra 453.443 do ano anterior. O ponto turístico abre todos os dias, das 15h às 21h.

Fonte: Agência de Notícias do Paraná

Assine Prêmio: 
Contar hoje com uma mídia isenta, ética e informativa é a busca de todo leitor. Nosso Jornal e Revista oferecem informações gerais que podem ser lidas por toda a família, em uma abordagem que prima pela ética e respeito. Torne-se um assinante Prêmio e obtenha 25% de desconto aplicando o código (WELIMA).

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo