Basquete: brasileiros conhecem rivais na Champions das Américas

Basquete: brasileiros conhecem rivais na Champions das Américas

Sesi Franca, São Paulo e Flamengo, atual vice, representarão o país.

A Federação Internacional de Basquete (Fiba) divulgou grupos e calendário da edição 2021 da Champions League das Américas, a “Libertadores” do basquete masculino. A competição tem início no próximo dia 31, com três representantes brasileiros: Flamengo, Sesi Franca e São Paulo.

Na primeira fase, os 12 participantes estão divididos em quatro grupos, com três equipes em cada. Os times jogam três vezes entre si nas respectivas chaves. Cada turno será realizado em ginásios diferentes, sem presença de público e com acesso restrito. Devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19), a disputa ocorrerá na chamada “bolha sanitária”. O primeiro turno vai até 5 de fevereiro. Os demais estão marcados entre 4 e 9 de março e 24 e 29 do mesmo mês. O campeão de cada grupo vai à fase final, que será disputada entre 8 e 13 de abril, ainda sem sede definida.

O Maracanãzinho, no Rio de Janeiro, é uma das primeiras bolhas. O ginásio carioca abrigará o primeiro turno do Grupo D, no qual está o Flamengo. O Rubro-Negro encerrou a primeira fase da última temporada do Novo Basquete Brasil (NBB) na liderança – o torneio não foi concluído em razão da pandemia. Peñarol (Uruguai) e Instituto (Argentina) completam a chave do Flamengo, atual vice da Champions. O time carioca estreia dia 3 de fevereiro contra os uruguaios. No dia 5, encara os argentinos.

Segundo colocado na primeira fase da última edição do NBB, o Sesi Franca está no Grupo C, que tem o ginásio Obras Sanitarias, em Buenos Aires (Argentina), como primeira sede. A chave reúne o San Lorenzo (Argentina) e o Aguada (Uruguai), que será o primeiro adversário dos paulistas, em 1º de fevereiro. No dia seguinte, os francanos enfrentam os anfitriões.

O São Paulo, que concluiu a fase inicial do último NBB em terceiro, encontra-se no Grupo B. Os joggos da chave também começam a ser disputado no Obras Sanitárias, na capital argentina. No dia 1º de fevereiro, o Tricolor mede forças com o Valdívia (Chile). Em seguida, no dia 2, enfrenta o Quimsa (Argentina), atual campeão das Américas.

O Tricolor herdou o lugar do Botafogo, campeão da edição passada da Liga Sul-Americana – que o credenciaria à Champions. O Glorioso não teria conseguido enviar a documentação necessária à Fiba. O movimento Juntos pelo Basquete, que gerencia a modalidade no Alvinegro e surgiu de uma iniciativa de torcedores, contestou nas redes sociais a retirada do clube carioca do torneio.

O único grupo sem equipes brasileiras é o A, que tem como primeira sede a cidade de Manágua, capital da Nicarágua. A chave reúne o anfitrião Real Estelí, o panamenho Caballos de Coclé e o colombiano Titanes de Barranquilla.

Foto: Paula Reis/Flamengo
Fonte: Agência Brasil

Assine Prêmio: 
Contar hoje com uma mídia isenta, ética e informativa é a busca de todo leitor. Nosso Jornal e Revista oferecem informações gerais que podem ser lidas por toda a família, em uma abordagem que prima pela ética e respeito. Torne-se um assinante Prêmio e obtenha 25% de desconto aplicando o código (WELIMA).

Print Friendly, PDF & Email