Esportes

Chefe da Honda define título como meta para 2021

A Honda chocou o paddock em 2020 ao anunciar sua intenção de se retirar da Fórmula 1 no final de 2021, mas o diretor técnico Toyoharu Tanabe quer que sua última temporada com a Red Bull e AlphaTauri seja vitoriosa em vez de uma despedida desesperada, com mais vitórias e um campeonato como alvo claro.

Não vai ser uma tarefa fácil, no entanto, já que a Mercedes foi a campeã dessa era, tendo conquistado sete títulos com seus motores Brixworth desde 2014, enquanto a Honda conquistou seis vitórias em Grand Prix (com clientes atuais Red Bull e AlphaTauri) desde seu retorno para a F1, inicialmente com a McLaren em 2015 – como Tanabe explicou.

“Claro, estamos desenvolvendo nossa nova unidade de energia para 2021, não apenas para desempenho, mas também confiabilidade e, então, sabemos que nossa posição ainda está atrás da Mercedes, e então os outros concorrentes não dormem durante o período de entressafra”, disse Tanabe no final da temporada passada.

“Portanto, temos um período de entressafra muito curto este ano, mas todos os envolvidos na Fórmula 1 se esforçam ao máximo para ganhar corridas, também o campeonato, então não é … fácil dizer que vamos vencer”.

“Por outro lado, ficaríamos muito satisfeitos em ganhar mais corridas e depois tentar ser um desafiante para o campeonato em 2021. Por isso, continuamos trabalhando muito em nosso PU para o próximo ano”, disse o chefe técnico.

Claro, a Honda terminou a temporada passada com uma vitória, com Max Verstappen e Red Bull triunfando no Grande Prêmio de Abu Dhabi , saindo da pole position. Verstappen também venceu o Grande Prêmio do 70º aniversário em Silverstone, enquanto a vitória surpresa de Pierre Gasly em Monza para AlphaTauri rendeu três vitórias em 2020 para a empresa japonesa. E Tanabe explicou após o final da temporada que a Honda havia feito grandes avanços em confiabilidade e reiterou seu grande objetivo para a próxima temporada.

“No geral, este foi um resultado forte para a Honda encerrar o ano”, disse ele.

“Outro ponto positivo é que aprendemos com as temporadas anteriores: melhorando a nossa confiabilidade, de forma que usamos apenas os três PUs permitidos por piloto, sem incorrer em penalidades por PU”.

1291039316
Toyoharu Tanabe (L) estabeleceu metas ambiciosas para a Honda em sua última temporada de F1

“Conforme anunciado anteriormente, no final da próxima temporada a Honda sairá da Fórmula 1. Mas nosso objetivo continua o mesmo: vencer o Campeonato Mundial. Juntamente com as nossas equipas parceiras vamos agora trabalhar muito durante o que vai ser um curto período de entressafra na procura de mais prestações, para voltarmos mais fortes ”, concluiu.

Enquanto isso, a Mercedes tem uma nova equipe de clientes – McLaren – para 2021, enquanto tenta torná-la um oitavo campeonato desde 2014, enquanto a Honda tenta construir sobre o sucesso de 2019 e 2020. A Red Bull ainda não anunciou quais motores usará em 2022.

Grande Prêmio de F1 da Itália
Fonte: Fórmula 1

Assine Prêmio: 
Contar hoje com uma mídia isenta, ética e informativa é a busca de todo leitor. Nosso Jornal e Revista oferecem informações gerais que podem ser lidas por toda a família, em uma abordagem que prima pela ética e respeito. Torne-se um assinante Prêmio e obtenha 25% de desconto aplicando o código (WELIMA).

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associada para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo