Esportes

Palmeiras foi o 2º melhor do mundo em 2020, atrás apenas do Bayern

Verdão é o único sul-ameriano no top 10 do levantamento internacional.

Finalista na Copa do Brasil e na Libertadores, o Palmeiras foi eleito o segundo melhor clube de 2020 pela Federação Internacional de Histórias e Estáticas (IFFHS), ficando atrás apenas do Bayern de Munique (Alemanha), e à frente do Paris Saint-Germain (França), o terceiro colocado. O clube brasileiro é o único sul-americano entre os dez primeiros da lista da IFFHS, elaborada anualmente. 

O levantamento leva em conta desempenho, vitórias e respectivas pontuações em competições O Verdão somou 230, ficando 30 atrás do Bayern (260), enquanto o PSG somou 226.  Os outros clubes brasileiros no ranking mundial são Grêmio (16º colocado) e Santos (32º)

De acordo com a entidade, é a primeira vez que o time paulista alcança o segundo lugar, em 21 anos. O clube já havia ocupado a posição quando conquistou a LIbertadores de 1999.

Confira abaixo os 12 primeiros clubes do ranking mundial da IFFHS:

1º – Bayern de Munique (Alemanha ) – 260 pontos

2º- Palmeiras (Brasil) – 230 

3º – Paris Saint-Germain (França) – 226

4º – Inter de Milão (Itália) – 223

5º – Manchester City (Inglaterra) – 221

6º – Milan (Itália) -220

7º – Juventus (Itália) – 218

8º – Sevilla (Espanha) – 213

9º – Manchester United (Inglaterra) – 212

10º – Arsenal (Inglaterra) – 206

11º – Guaraní (Paraguai) – 205

12º – Rangers (Escócia) – 203

Foto: Reprodução/Twitter Palmeiras
Fonte: Agência Brasil

Assine Prêmio: 
Contar hoje com uma mídia isenta, ética e informativa é a busca de todo leitor. Nosso Jornal e Revista oferecem informações gerais que podem ser lidas por toda a família, em uma abordagem que prima pela ética e respeito. Torne-se um assinante Prêmio e obtenha 25% de desconto aplicando o código (WELIMA).

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo