News

GO: Empenho das instituições do Agronegócio colaboram para aprovação do Convênio ICMS 100/97 na Alego

A Alego aprovou, nesta quarta-feira (20/01) a homologação dos Convênios ICMS 100/97 e 52/91, que preveem redução na base de cálculo do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para maquinários e insumos agrícolas. Com esta aprovação, o governo de Goiás poderá conceder, novamente, os benefícios fiscais aos insumos agropecuário, a exemplo, milho para ração animal.

A Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), enquanto representante do setor, juntamente com as empresas e entidades do agro, têm batalhado constantemente para minimizar os empecilhos ao uso de insumos que colaboram para a produtividade agrícola.

Graças a esse esforço conjunto, hoje 20/01, a Alego aprovou a homologação dos Convênios ICMS 100/97 e 52/91, que preveem redução na base de cálculo do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para maquinários e insumos agrícolas.

Com esta aprovação, o governo de Goiás poderá conceder, novamente, os benefícios fiscais aos insumos agropecuário, a exemplo, milho para ração animal.

A Faeg estará acompanhando os próximos passos referentes a homologação, que consiste no envio do resultado desta votação ao Estado, para o benefício ser acrescentado no sistema da Secretaria da Economia.

Assim, os produtores rurais de Goiás poderão contar com insumos agropecuários com preços competitivos, garantindo assim a continuidade da produção de alimentos e abastecimento da população.

Fonte: Sistema Faeg-GO

Assine Prêmio: 
Contar hoje com uma mídia isenta, ética e informativa é a busca de todo leitor. Nosso Jornal e Revista oferecem informações gerais que podem ser lidas por toda a família, em uma abordagem que prima pela ética e respeito. Torne-se um assinante Prêmio e obtenha 25% de desconto aplicando o código (WELIMA).

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo