News

Polícia Militar de Roraima disponibiliza atendimento psicológico para os membros da corporação

Criada em 2014 por um grupo de psicólogos de Uberlândia (MG), a campanha Janeiro Branco objetiva o bem-estar da saúde mental. Em Roraima, a Secretaria de Segurança Pública dispõe de um programa de saúde mental e qualidade de vida dos profissionais de segurança pública, por meio do Centro de Qualidade de Vida – CQV. O CQV é formado por psicólogos, assistentes sociais e outros profissionais, e é coordenado pela Academia de Polícia Integrada Coronel Santiago – APICS. A Polícia Militar de Roraima possui Núcleo Integrado de Atenção Biopsicossocial –  NIAB, integrado ao CQV.

As ações de trabalho realizadas com os policiais militares e seus dependentes diretos perpassam por um atendimento psicológico individual semanal, acompanhamento psiquiátrico (quando necessário), com direito a retorno. Além disso, alguns instrumentos de testes psicológicos são ofertados aos policiais militares e seus dependentes.

Essa equipe de profissionais realiza ainda visitas domiciliares e visitas a policiais internados por problemas diversos. Outro foco do trabalho disponibilizado aos policiais militares é em relação à prevenção ao suicídio, gerenciamento de estresse, por meio de rodas de conversa e palestras.

A major Ednilda Daneluz, coordenadora do NIAB-PMRR, explica que “ a maioria dos policiais militares atendidos pela equipe do CQV é por demanda espontânea. Ou seja, o próprio policial entendeu que precisava desse atendimento profissional. Outros policiais são encaminhados ao CQV por seus colegas e/ou chefes imediatos”.

A PMRR, através da Unidade do Serviço de Saúde, dispõe de uma Junta Médica, composta pelos médicos da Corporação, que avaliam os casos de policiais militares com laudo psiquiátrico, homologando os afastamentos.

No ano de 2018 foram registrados 21 afastamentos de policiais militares. Em 2019, 36 policiais foram afastados do trabalho para tratamento, e, no ano de 2020, a PMRR registrou o afastamento de 35 policiais militares e um suicídio. 

Os policiais militares com necessidades de atendimento psicológico podem dirigir-se ao Centro de Qualidade de Vida – CQV que funciona no prédio da Academia de Polícia Integrada Coronel Santiago – APICS localizada na Av. Getúlio Vargas 4193, Canarinho ou entrar em contato com o chefe imediato para encaminhamento ao NIAB-PMRR.

Fonte: Governo de Roraima

Assine Prêmio: 
Contar hoje com uma mídia isenta, ética e informativa é a busca de todo leitor. Nosso Jornal e Revista oferecem informações gerais que podem ser lidas por toda a família, em uma abordagem que prima pela ética e respeito. Torne-se um assinante Prêmio e obtenha 25% de desconto aplicando o código (WELIMA).

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo