Religiosidade

[Beshalach] ESTE é o meu D’us, H’shem!

Sobre Porção semanal Beshalach vemos: Todo israelita que desceu ao mar apontou com o dedo e disse [Shemot 15: 2]: “Este é o meu D’us e eu O glorificarei”.

Nossos Sábios explicam que o mundo é “governado” pela estrutura de causa e efeito. Quando a regra subjacente da natureza foi suspensa durante a divisão do Mar Vermelho, todo o sistema de causalidade foi detido. Durante esse tempo, o universo perdeu seu manto de lei natural e se revelou como uma expressão pura da vontade Divina de H’shem.

Qual é a essência da profecia? Este dom único é a capacidade de olhar para as obras de D’us e reconhecer nelas a Sua grandeza.

Enquanto a estrutura causal da natureza estiver funcionando, um profeta pode atingir conhecimento sublime e até esotérico, mas nunca alcançará a consciência imediata da mão dirigente de D’us. Por meio de seus sentidos físicos e capacidade de raciocínio, o profeta reconhecerá inicialmente o sistema natural de causa e efeito.

Só depois o profeta se dá conta de que todo o universo é criado e dirigido por uma Causa última.No Monte Sinai, D’us disse ao sagrado Mestre do povo judeu, Moshe: “Você só verá as Minhas costas.” O que são as ‘costas’ de D’us? O Maimônides explicou que esta é uma metáfora para o sistema de lei natural pelo qual D’us governa o universo. D’us concedeu a Moshe a consciência da conectividade interna dentro da criação. Essa compreensão da verdadeira natureza de D’us excedeu a de qualquer outro profeta.Quando D’us dividiu o mar, todas as leis da natureza foram temporariamente suspensas.

D’us assumiu o “controle direto” do universo. Aqueles que testemunharam este milagre ficaram imediatamente cientes da intervenção e providência de D’us, cada um de acordo com seu nível espiritual. Certamente nenhum atingiu o nível profético de Moshe, o qual a Torah mesma testemunha [Devarim 34: 10]: “Nenhum outro profeta como Moshe surgiu em Israel”. Mas qualquer que seja a iluminação que eles alcançaram, ela foi percebida imediatamente. Eles não precisaram primeiro examinar o sistema natural de causalidade e, a partir disso, reconhecer a Causa primária da criação.

Portanto, aqueles que vivenciaram o milagre do Mar Vermelho gritaram espontaneamente: “ESTE é o meu D’us.” Sua compreensão não foi obscurecida pelo sistema lógico de causa e efeito; eles testemunharam o governo revelado de D’us diretamente, sem o manto da causalidade.

Com base em Midbar Shur, p. 353-357. R. Chanan M.

Por Rabino Eliahu Hasky

Fonte Blog Torah Com Você

SEU APOIO VOLUNTARIO É MUITO IMPORTANTE!
Sua assinatura não somente ajudará no fornecerá notícias precisas, mas também contribuirá para o crescimento do bom jornalismo que ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras.

Tornando-se assinante Prêmio!

Através do link abaixo você obtém 25% de desconto, também contribuirá com ações voltados ao ensino de Torah.

https://nubank.com.br/pagar/1mnkfc/V4e43IJrVl

Print Friendly, PDF & Email
Botão Voltar ao topo