fbpx
News

Marinha inaugura Capitania Fluvial de Goiás

Compartilhar

Com intensa atividade fluvial, seja de navegação profissional ou lazer, Goiás passará a registrar as próprias embarcações, o que exigia, até então, deslocamento a Brasília. Estado era o único da federação sem uma capitania. Agora, a CFGO vai atuar principalmente nas comunidades náuticas de 202 municípios goianos.  

O vice-governador Lincoln Tejota representou o governador Ronaldo Caiado na ativação da Capitania Fluvial de Goiás (CFGO),  na manhã desta sexta-feira (5), no centro de Goiânia. Durante o evento, o capitão de Fragata Divanildo Felipe Santiago foi investido no cargo de capitão dos Portos da Capitania Fluvial de Goiás.

Goiás era a única federação brasileira sem uma capitania. As águas em território goiano faziam parte da jurisdição da Capitania Fluvial de Brasília (CFB). Agora, a CFGO vai atuar principalmente nas comunidades náuticas de 202 municípios goianos.

“Esse é um marco na história do nosso Estado. A vinda da Marinha era um anseio antigo não só do Governo Estadual, mas também da população. Eu não tenho dúvida que essa ativação é só o começo de uma parceria muito produtiva e proveitosa entre Governo de Goiás e Marinha do Brasil”, disse o vice-governador Lincoln Tejota.

Goiás abriga grandes bacias hidrográficas como o Rio Araguaia, Paranaíba, Rio Corumbá e o Rio Meia-Ponte. Além dos lagos formados do represamento de hidrelétricas como Serra da Mesa, Três Ranchos, Corumbá, São Simão, Lago das Brisas, entre outros. Essa vasta extensão faz com que aumente a atividade fluvial, não só de pesca ou profissional, mas também de lazer.

A nova capitania que está sendo implantada terá como uma de suas funções contribuir para o aumento da eficiência dos serviços de salvaguarda da vida humana, prevenção da poluição hídrica oriunda de embarcações e segurança do tráfego aquaviário.

Com a implantação da sede da Capitania Fluvial em Goiânia, os proprietários de embarcações que moram Goiás não precisam mais se deslocar até o Distrito Federal, onde eram regularizados os documentos necessários para navegar em rios e lagos localizados em território goiano.

Quando faziam parte da mesma jurisdição, Goiás e Distrito Federal totalizavam cerca de 330 mil km² de extensão e somavam mais de 53 mil embarcações inscritas, configurando a quarta maior frota dentre as capitanias do país.

O ex-governador de Goiás, Iris Rezende; o atual prefeito de Goiânia, Rogério Cruz; deputado estadual Bruno Peixoto e vereadores participaram da cerimônia, além de representantes das Forças de Segurança de Goiás.

Fonte: Governo de Goiás

Assine Prêmio: 
Contar hoje com uma mídia isenta, ética e informativa é a busca de todo leitor. Nosso Jornal e Revista oferecem informações gerais que podem ser lidas por toda a família, em uma abordagem que prima pela ética e respeito. Torne-se um assinante Prêmio e obtenha 25% de desconto aplicando o código (WELIMA).

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »