Esportes

Brasileirão: Palmeiras e Athletico Paranaense vencem

Scarpa, Lucas Lima e Breno Lopes marcaram ainda no primeiro tempo e sacramentaram o triunfo alviverde.

Palmeiras fez o dever de casa, na noite deste domingo (14), e no Allianz Parque venceu o Fortaleza por 3 a 0, pela 36ª rodada do Brasileirão Assaí. O resultado deixa a equipe paulista momentaneamente na sexta posição, com 56 pontos. Já o Tricolor tem 41 e aparece na 15ª colocação.

O jogo

O Palmeiras foi soberano durante todo o primeiro tempo no Allianz Parque. Pressionando o Fortaleza no ataque, o Verdão assustou em finalizações de Lucas Esteves e Gustavo Scarpa. Aos 19, Scarpa teve mais uma chance, dessa vez em cobrança de falta, e com categoria abriu a contagem: 1 a 0. Na sequência, o camisa 14 palmeirense tentou mais um e parou em grande defesa de Felipe Alves. 

Sem tirar o pé do acelerador, o Alviverde ampliou, aos 25, com Lucas Lima, que aproveitou assistência de Marcos Rocha e só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes. E, aos 37, após mais uma boa trama no setor ofensivo, Breno Lopes arriscou de fora da área e acertou o cantinho da meta adversária: 3 a 0. 

Com a boa vantagem construída na etapa inicial, o Palmeiras voltou para o segundo tempo administrando o resultado e sem sofrer ameaças do ataque tricolor. Aos 29 minutos, Veiga achou ótimo passe para Patrick de Paula, que bateu no cantinho, mas viu Felipe Alves evitar o quarto. E o placar seguiu sem mudanças até o apito final. 

Vitinho e Thiago Heleno garantiram o triunfo da equipe paranaense, que segue na briga pela Libertadores. Roberson marcou para o Dragão.

Com emoção nos minutos finais, o Athletico-PR fez valer o mando de campo na Arena da Baixada e venceu o Atlético-GO por 2 a 1, na noite deste domingo (14), pela 36ª rodada do Brasileirão Assaí. O triunfo deixa o Furacão momentaneamente na oitava posição, com 50 pontos. Enquanto o Dragão tem 46 e ocupa o 13º lugar. 

+Confira a tabela da Série A!

O jogo

As equipes protagonizaram um primeiro tempo equilibrado, mas de poucas chances na Arena da Baixada. Aos oito, Carlos Eduardo arriscou de fora da área para o Furacão, mas parou no goleiro Jean. Do outro lado, o Atlético-GO teve um momento de domínio ofensivo, dos 14 aos 19 minutos, e por pouco não marcou com Chico, Wellington Rato e Janderson. Mas depois disso, a equipe paranaense voltou a colocar ordem na casa e também teve chances com Thiago Heleno, aos 22, e Pedro Henrique, aos 45. 

Depois do intervalo, o jogo ganhou em emoção. Com um minuto de bola rolando, o Dragão chegou duas vezes. Primeiro com Wellington Rato, que viu Santos fazer a defesa, e depois em cabeçada perigosa de Janderson. A resposta do Furacão veio com Cittadini, aos três. Mais tarde, o Dragão voltou a assustar com Chico, o camisa 10 saiu de frente para gol, aos 13, mas mandou para fora.

E quatro minutos depois, o Athletico-PR abriu a contagem. Em boa trama no ataque, Abner recebeu lançamento de Thiago Heleno e tocou para Vitinho, o camisa 28 arrumou espaço e acertou o cantinho da meta adversária. Placar aberto, os visitantes foram para cima e chegaram ao empate com Roberson, que aproveitou cruzamento e de cabeça mandou para o fundo das redes, aos 25. Buscando a vitória em casa, o Furacão foi para cima no final do jogo. Aos 42, Carlos Eduardo ficou no quase. Até que, aos 46, Nikão colocou a bola na área e Thiago Heleno apareceu para garantir a vitória paranaense. 

Foto: Marcello Zambrano/AGIF
Fonte: CBF

Assine Prêmio: 
Contar hoje com uma mídia isenta, ética e informativa é a busca de todo leitor. Nosso Jornal e Revista oferecem informações gerais que podem ser lidas por toda a família, em uma abordagem que prima pela ética e respeito. Torne-se um assinante Prêmio e obtenha 25% de desconto aplicando o código (WELIMA).

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo