Crônicas

O grande Khan do Brasil e seus 10 arqueiros

Crônica | A Supremacia Xandi.

Ele é a voz, a ordem e a lei. Ele emana todo o poder, ele invade, censura, tortura, modera, legisla, prende, julga e condena.

Em seu pensamento de auto denominação e poder absoluto, titula-se o grande Khan do Brasil. Nenhum pensamento, idéia, expressão ou ato está permitido sem a concessão do grande Khan. Amparado por seus 10 arqueiros, o grande Khan vence todas as batalhas contra todos os exércitos e poderes. Ajoelhados perante o grande Khan Xandi, estão os súditos (os poderes) e sub-súditos (o povo), que são os que, a ele concederam os meios e a iluminação de todo o poder inimaginável.

A República, a espada do algoz.

Sem união, mas com esperanças, anos a fio, pequenas e auto enganadas vozes sussurram o desejo da mudança. A cabeça da serpente que alimenta o grande Khan passa desapercebida. São inúmeros os casos, são inúmeras as agressões, são milhares as horas e são milhões os recursos públicos aplicados ao vento. O novo normal, a nova pedra da centenária pirâmide invertida, junta-se à corrupção, a fome, a miséria e a pobreza, mascarados pelo engano, pela mentira e empunhados pelo grande e iluminado grande Khan Xandi.

Print Friendly, PDF & Email

Paulo Fernando De Barros

Colunista e editor para a Noruega em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo