Religiosidade

Faça! Com Todas As Suas Forças

De tantos ensinamentos impressionantes da Hassidut, um dos mais belos ensinamentos transmitidos é a capacidade de iluminar e tornar relevantes todas as partes da Torah, até mesmo as mais intrigantes, se assim posso dizer, são clarificadas. Isto revela [aos corações mais distantes, isto é, desta consciência iluminada] a autoridade e a autenticidade da Torah eterna.

Os ensinamentos dos Tzadikim [Justos da Torah] nos proporcionam tais clarezas e inspirações para compreendermos a essência maravilhosa da Torah. Nos ajudando assim, a encontrarmos respostas e conselhos de vida nos versos da sagrada Torah que, os “cínicos” afirmam serem irrelevantes e arcaicos. Esses ensinamentos incríveis reforçam nossa crença na imersiva profundidade e verdade da Torah eterna e de seus autênticos intérpretes, os Tzadikim.

Uma dessas idéias que parece estar “desatualizada” – que afirmam estes tais cínicos e viajantes espirituais, que parecem viver uma desequilibrada “realidade”, isto é, desconhecem totalmente esta formidável, maravilhosa e real essência da Torah – é a de sacrifícios de animais. De certo, você entenderá nas próximas palavras.

A Torah declara [Vaicrá – Levítico 1: 2]: “Quando um homem [dentre] você traz um sacrifício a D’us, de animais”. Uma bela luz é lançada pelo Rabino Nachman sobre uma das lições que podemos extrair dos sacrifícios do Beit Hamikdash [Templo Sagrado de Jerusalém] ainda nos dias de hoje, como vemos [Nachman’s Wisdom]:

“Quando as pessoas querem se tornar verdadeiramente religiosas e servir a D’us, elas parecem sobrecarregadas com confusão e frustrações. Eles encontram grandes barreiras no caminho e não conseguem decidir o que fazer. Quanto mais elas querem servir a D’us, mais dificuldade encontram.

Todo o entusiasmo que essas pessoas têm ao tentar fazer o bem é muito precioso, mesmo que seu objetivo não seja alcançado. Todo o esforço deles é contado como um sacrifício… Você pode se aperfeiçoar e se santificar, mas se vê incapaz de fazê-lo. Ainda assim, o esforço e o sofrimento envolvidos na tentativa [mesmo que seja] frustrada não são em vão. Todos eles são uma oferta a D’us…

Portanto, sempre faça sua parte, realizando todos os esforços para servir a D’us da melhor maneira possível… Faça tudo que puder, e D’us fará o que é bom aos seus olhos”.

Assim, os Sábios de Am Israel ensinam que hoje nossas rezas [serviços] substituem os sacrifícios e as ofertas do Templo. Isto é, quando alguém sente pequenez diante de D’us e derrama seu coração diante do Todo-Poderoso, – mesmo que pareça que ele não possa se concentrar adequadamente ou ter as intenções corretas – essa reza tem grande valor no alto.

Como está escrito [Tehilim 22: 25]: “Ele não desprezou nem abominou o clamor dos pobres, nem escondeu Sua face dele e atendeu a sua prece”.

– Com base em Tefillat Minchah 7.

Por Torah Com Você

Por Rabino Eliahu Hasky

Contatos: estudos@torahcomvoce.com

Fonte Blog Torah Com Você

Print Friendly, PDF & Email

Eliahu Hasky

Colunista para Israel em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais da região.
Botão Voltar ao topo