News

Obras do PRO Piauí Rodovias executadas pelo Idepi vão beneficiar 130 mil piauienses

Os serviços de recuperação asfáltica devem começar em abril e vão abranger cinco trechos de rodovias estaduais, nas regiões norte e sul do Piauí.

Quase 130 mil piauienses serão beneficiados diretamente com obras de recuperação e manutenção de rodovias que serão executadas pelo Instituto de Desenvolvimento do Piauí (Idepi), dentro do PRO Piauí Rodovias. O plano foi lançado pelo Governo do Estado no dia 9 deste mês e vai restaurar mais de 6 mil km de rodovias nos 12 territórios do Piauí, até o fim do ano, garantindo investimentos de mais de R$ 780 milhões.

De acordo com o planejamento divulgado pelo Governo do Estado, o Idepi ficará responsável por recuperar cinco trechos de rodovias estaduais, sendo três no norte do Piauí, nos territórios da Planície Litorânea e dos Cocais; e outros dois trechos no extremo sul do estado, no território da Chapada das Mangabeiras. Além da manutenção das estradas em si, as obras também vão revisar os sistemas de drenagem superficial, como meio fio e sarjetas, além de fazer a limpeza e desobstrução de bueiros.

As obras devem começar em abril no trecho da PI-303, que liga a BR-343 à cidade de Bom Princípio do Piauí, no norte do Estado. O projeto está pronto e o Idepi aguarda a conclusão da licitação para iniciar o recapeamento asfáltico. “É uma obra estratégica porque, além de facilitar o deslocamento entre os moradores de Bom Princípio, também vai facilitar o acesso a cidades como Cocal, Cajueiro de Praia e até mesmo com o Ceará, impulsionando o desenvolvimento de toda a região”, destaca o diretor-geral do Instituto de Desenvolvimento do Piauí, Leonardo Sobral.

Ainda no norte do Piauí, até o mês de junho, o Idepi vai iniciar as obras de recapeamento asfáltico em dois trechos da PI-213: um deles até a cidade de Joaquim Pires; e o outro entre a cidade de Esperantina e um dos principais pontos turísticos do estado e importante atrativo da região, que é a Cachoeira do Urubu

Já no sul do Piauí, o Idepi vai recuperar quase 100 km de rodovias estaduais, em uma região estratégica para o desenvolvimento agropecuário. Os trechos contemplados ficam na PI-411, entre as cidades de Corrente e Riacho Frio, e também na PI-413, entre Curimatá e Júlio Borges.  “Com essa manutenção e recuperação, quem precisa passar por esses trechos terá mais segurança e tranquilidade. Nossa equipe está preparada e fortalecida para cumprir esse cronograma com afinco”, afirma Leonardo Sobral.

Plano vai interligar todo o Piauí com estradas asfaltadas

Durante o anúncio do PRO Rodovias, no início deste mês, o governador Wellington Dias destacou que este é mais um passo para interligar todo o Piauí com estradas asfaltadas. “Em 2022 vamos entregar toda a malha recuperada. É um desenvolvimento pensando no social e econômico”, declarou o chefe do Executivo piauiense.

O secretário de Estado da Fazenda, Rafael Fonteles, que coordena o PRO Piauí, destacou a importância desses investimentos na recuperação da economia, abalada pelo efeito da pandemia da Covid-19. “Depois de uma crise muito forte, o investimento público assume um papel ainda mais importante, por poder alavancar o emprego e renda e induzir o setor privado a investir também”, pontuou o gestor.

Além do Idepi, O PRO Piauí Rodovias será executado pelo Departamento de Estradas de Rodagens do Piauí (DER-PI), Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra), Secretaria do Estado de Transportes (Setrans) e Defesa Civil.

Fonte: Governo do Piauí

Assine Prêmio: 
Contar hoje com uma mídia isenta, ética e informativa é a busca de todo leitor. Nosso Jornal e Revista oferecem informações gerais que podem ser lidas por toda a família, em uma abordagem que prima pela ética e respeito. Torne-se um assinante Prêmio e obtenha 25% de desconto aplicando o código (WELIMA).

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo