Esportes

Mick Schumacher “90% feliz” com a estreia na Haas

Mick Schumacher quase seguiu os passos de seu pai com um abandono precoce em sua estreia na Fórmula 1, mas se recuperou de um giro e acabou “90% feliz” com sua primeira largada em Grand Prix.

Trinta anos atrás, a estreia de Michael Schumacher durou menos de uma volta porque uma falha de embreagem forçou seu abandono, e Mick começou sua carreira na F1 girando na Curva 4 na primeira volta de corrida após um Safety Car. Esse foi o único grande erro do piloto da Haas durante todo o fim de semana, que terminou em 16º e ganhou uma experiência valiosa.

“Acho que no geral estou 90% feliz, 10% não por causa do erro que cometi no reinício do Safety Car com o giro”, disse Schumacher. “Felizmente o carro ainda estava dirigível e tudo estava bem, então eu pude continuar e levar minha experiência ao longo do fim de semana de corrida. Depois disso, passei pelos C3s [pneus] e C2s, e o C2 me senti muito bem”.

O giro de Schumacher veio depois de um Safety Car que tinha sido necessário para permitir que o carro de seu companheiro de equipe Nikita Mazepin fosse liberado depois que ele bateu na Curva 3 na volta de abertura, e embora tenha derrubado o alemão de volta no campo, ele ainda foi capaz de aprender muito sobre as diferenças roda a roda mais tarde na corrida.

“Na verdade, eu estava tentando entender por que isso aconteceu e rapidamente entendi, então isso foi bom. Depois, obviamente, foi uma pena que eu não estivesse no grupo, sendo capaz de tentar pelo menos estar perto dos caras por algumas voltas”.

“Felizmente consegui passar – com bandeiras azuis, mas também alcançando Nicholas [Latifi] – e pude sentir como é seguir um carro de perto e com DRS e tudo. Portanto, no geral, sinto que aprendi muito e sou capaz de converter isso em algo positivo para a próxima corrida em algumas semanas”.

Não foi apenas Schumacher que ficou satisfeito com seu desempenho de estreia, como o chefe da equipe Guenther Steiner elogiou a abordagem do campeão de Fórmula 2 de 2020.

“Estou muito feliz com a forma como ele fez isso”, disse Steiner. “Ele melhorou a cada passagem com os pneus, muito bom, muito tranquilo, muito boa comunicação com a equipe. Exceto por um giro, nada mais deu errado. O conselho que dei a ele: Continue fazendo isso e vamos chegar lá em breve e estar em um bom nível”.

Os dois pilotos da Haas sofreram incidentes semelhantes ao girar ao pisar no acelerador com pneus frios e, embora desapontado por apenas um carro ter chegado ao final, Steiner reconhece isso como parte da curva de aprendizado de dois novatos.

1309617516
Mick Schumacher chegou em 16º na sua estreia pelo Haas

“Eu acho que quando você luta, você precisa aprender essa luta. Acho que os dois pisaram no acelerador com força demais e depois no meio-fio, ou algo assim. Esses carros são tão poderosos que, quando o torque é acionado, você recebe um chute que não pode mais controlar”.

“Então eu acho que isso se deve a fazer a experiência, não acho que eles vão fazer isso de novo, eles vão girar de novo, mas não do jeito que fizeram [no domingo]. Esta foi uma nova experiência em uma corrida, tentar lutar com outros carros e às vezes ser um pouco otimista demais, quanta tração você tem ou quanto o carro pode tirar de potência do motor”.

Fonte: Fórmula 1

Assine Prêmio: 
Contar hoje com uma mídia isenta, ética e informativa é a busca de todo leitor. Nosso Jornal e Revista oferecem informações gerais que podem ser lidas por toda a família, em uma abordagem que prima pela ética e respeito. Torne-se um assinante Prêmio e obtenha 25% de desconto aplicando o código (WELIMA).

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo