News

Heineken e Ministério do Meio Ambiente assinam adoção de reserva no Maranhão

Sexta adoção do programa Adote um Parque foi encaminhada hoje

O Grupo Heineken assinou o protocolo de intenções para a adoção da Reserva Extrativista (Resex) Quilombo do Flexal, no Maranhão. A reserva é uma das 132 unidades de conservação da primeira etapa do programa Adote um Parque, instituído em fevereiro por decreto presidencial.

A reserva tem área de 9.338 hectares e está localizada no município de Mirinzal-MA. Os valores mínimos são de R$ 50 ou € 10 por hectare ao ano para a adoção de cada unidade. As doações são enviadas pelo doador diretamente às Unidades de Conservação, na forma de serviços e produtos.

Atualmente, as comunidades Frechal, Rumo e Deserto vivem na Resex praticando agricultura de subsistência, pecuária e pesca. A proteção dos serviços ecossistêmicos locais é primordial para o modo de vida dessas comunidades e a conservação do meio ambiente.

O Grupo Heineken iniciou sua história em 1864, em Amsterdã, e é a terceira maior cervejaria do mundo, presente em mais de 70 países. Presente no mercado brasileiro desde 1990, a Heineken vem implementando diversos projetos voltados à sustentabilidade, como por exemplo, o uso de energia eólica, solar e térmica de fontes renováveis nas atividades do grupo. Além disso, o grupo apoia a logística reversa de vidros e promove a reciclagem de embalagens.

Adote um Parque

O programa foi criado para angariar recursos para proteção de parques nacionais, como serviços de monitoramento, proteção da biodiversidade local, prevenção e combate a incêndios, entre outros. Pessoas físicas e jurídicas, nacionais ou estrangeiras poderão contribuir com as doações e serão reconhecidos como parceiros do meio ambiente.

Saiba mais sobre o Adote um Parque

Fonte MMA Imagens MMA

Print Friendly, PDF & Email

Fabricio Porto

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo