News

Detran/MS disponibiliza guia sobre exame toxicológico

Motoristas das categorias C, D e E que não estiverem em dia com o exame toxicológico, com as novas mudanças no Código Brasileiro de Trânsito, agora estão sujeitos a multa de R$ 1.467,35, além da suspensão do direito de dirigir por três meses. Em Mato Grosso do Sul são mais de 260 mil motoristas habilitados para as três categorias.

A nova Lei que alterou o CTB, também determina que a renovação do exame é obrigatória a cada dois anos e seis meses para condutores dessas categorias, e que tenham idade inferior a 70 anos. Já os condutores com idade acima dos 70 anos não precisam renovar o exame antes do vencimento da sua CNH.

Também há diferenças para os condutores que Exercem Atividade Remunerada e os que não possuem essa definição registrada em sua habilitação, pois os que possuem, precisam comprovar a realização dos exames toxicológicos periódicos, chamados também de intermediários, quando da renovação de sua CNH.

Lembrando que o exame não é documento de porte obrigatório e sua comprovação é feita por meio de consulta às bases de dados do sistema Renach.

As dúvidas são muitas. Por isso, a Diretoria de Habilitação do Detran/MS disponibilizou um Guia para consultas. O documento está disponível na página do departamento que é www.detran.ms.gov.br.

Fonte: Governo do Mato Grosso do Sul


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo