News

Indicadores macroeconômicos apontam continuidade da retomada do crescimento na economia

Dados analisados pela Secretaria de Política Econômica reforçam expectativa de recuperação significativa do PIB no primeiro trimestre deste ano.

O primeiro trimestre de 2021 registrou a continuidade do processo de retomada do nível de atividade econômica e recuperação do Produto Interno Bruto (PIB), segundo a análise “Conjuntura Macroeconômica e Arrecadação Bruta de Tributos Federais”, divulgada pela Secretaria de Política Econômica (SPE) do Ministério da Economia nesta terça-feira (20/4), em coletiva virtual.

O Índice de Atividade Econômica do Banco Central de Atividade (IBC-Br) – um indicador prévio do PIB – avançou 1,7% em fevereiro na comparação com o mês anterior. Trata-se da décima alta consecutiva do indicador. “Esse resultado aumenta a probabilidade de que o PIB tenha um comportamento positivo neste primeiro trimestre”, avalia o coordenador-geral de Modelos e Projeções Econômico-Fiscais da SPE, Sérgio Gadelha.

Os dados recentes da Pesquisa Mensal de Comércio, divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostram que o volume de vendas do Comércio Varejista voltou a crescer em fevereiro em comparação a janeiro e registrou alta de 0,6%, com destaque positivo para o desempenho das vendas de móveis e eletrodomésticos. O varejo ampliado – que inclui todos os componentes do conceito restrito e adiciona as vendas de automóveis e materiais de construção – também apresentou alta de 4,1% em fevereiro.

Ainda de acordo com o IBGE, o setor de Serviços apresentou desempenho positivo em fevereiro, avançando 3,7%. “Essa alta, a nona consecutiva, refletiu o desempenho positivo de todas as aberturas. O destaque ficou por conta de serviços prestados às famílias e de transportes. A atividade econômica deve ser retomada à medida que houver avanços na vacinação e flexibilização das medidas de distanciamento social”, afirmou Gadelha.

Mercado de trabalho

Em relação ao emprego, a divulgação mais recente do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) aponta para recuperação do mercado formal. Houve em fevereiro, aproximadamente, a geração líquida de 402 mil novos postos de trabalho, resultado acima das expectativas. Todos os setores contribuíram positivamente para esse resultado, com destaque para Serviços.

Arrecadação

A arrecadação total em março foi muito acima do esperado pelo mercado. As margens de previsão do Prisma Fiscal – sistema de coleta de expectativas do mercado elaborado pela SPE – têm sido mais estreitas em 2021 e a arrecadação de março extrapolou a projeção máxima feita pelo mercado. O estudo alerta que ainda são esperados elevados erros de previsão devido à dificuldade de se fazer projeções em meio a uma pandemia.

“As projeções de mercado sobre a arrecadação federal continuam a indicar expectativa de retomada das atividades econômicas, que tem se verificado ainda mais forte do que o esperado pelo mercado na arrecadação”, ressaltou o coordenador-geral de Modelos e Projeções Econômico-Fiscais da SPE.

Fonte: Ministério da Economia


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Joabson João

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo