News

Museus fluminenses terão capacitação para o período pós-pandemia

Iniciativa tenta fortalecer instituições nacionais para o pós-pandemia.

A Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro (Secec-RJ), através da Lei de Incentivo à Cultura, a Oi Futuro e a empresa Coeficiente Artístico lançam no próximo dia 23 o edital do projeto HUB+, cujo objetivo é apoiar museus de todo o estado para se prepararem para o período pós-pandemia do novo coronavírus.

Serão selecionados dez museus fluminenses para um ciclo de 12 meses de formação e qualificação, por meio de mentoria técnica, voltada para ampliação de acesso, inovação, dinamização, com foco em educação, acessibilidade e preservação de acervos, informou a secretaria.

A iniciativa visa fortalecer o setor através do apoio às instituições fluminenses para enfrentarem os desafios no contexto da pandemia e desenvolverem novas estratégias de atuação e conexão com o público brasileiro daqui para frente.

A secretária de estado de Cultura e Economia Criativa, Danielle Barros, acredita que o projeto “dará aos museus fluminenses a possibilidade de dar um salto rumo ao futuro. Todo o conhecimento que eles reúnem estará assim mais acessível às pessoas, contribuindo para o desenvolvimento do nosso estado.”

Comprovação

As inscrições gratuitas se estenderão até o dia 13 de maio no site ou pelas redes sociais do programa e canais do Oi Futuro e da Secec-RJ. Poderão participar do edital museus de todo estado do Rio de Janeiro, desde que comprovem sua atuação com práticas museológicas em seu território.

Serão consideradas todas as tipologias e a diversidade de museus para inscrição. De acordo com a secretaria, o presente edital busca a capilaridade de atendimento do Programa HUB+ junto ao território fluminense e obedecerá, como primeiro critério para a seleção, a proporcionalidade de territórios, o que significa que 40% de museus selecionados serão das regiões metropolitanas 1, 2 e 3 e 60% das demais regiões do estado do Rio de Janeiro.

Os critérios técnicos considerados para a escolha dos dez equipamentos são:  exposição de motivos do museu candidato, iniciativas culturais realizadas e sua atuação em território. A Comissão de Seleção é composta por cinco membros de notório saber, representantes da Secec-RJ, Oi Futuro, Coeficiente Artístico e Conselho Regional de Museologia.

O conteúdo do processo permanecerá numa plataforma digital pública, para pesquisa de museus interessados em todo o Brasil. Demais museus e públicos interessados também poderão participar do programa HUB+. Através da plataforma HUB+ Digital e redes sociais criadas, eles poderão ter acesso a conteúdos de formação e se inscreverem em cursos ofertados ao longo do programa, também de forma inteiramente gratuita.

Cadastro

Dados do Cadastro Fluminense de Museus (CFM), referentes às áreas de educação, preservação e acessibilidade, indicam que o estado do Rio de Janeiro possui 340 museus de diferentes tipologias e administrações.

Levantamento realizado pela Superintendência de Museus da Secec-RJ entre setembro a outubro de 2020, sobre as atividades virtuais dos museus durante a pandemia, identificou que, dos 162 museus existentes na capital fluminense, 71 vêm atuando em programas e atividades digitais com caráter educativo cultural, o que corresponde a 43,8% dos museus. 

Outras 92 instituições reduziram suas atividades nesse período ou não desenvolveram programação virtual, o que equivale a 56,2% dos equipamentos.

Fonte: Agência Brasil


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo