News

Governo do Amapá reativa espaço especializado em diagnóstico de transtornos do neurodesenvolvimento

Trata-se do Nande, espaço que será de grande importância, principalmente para o atendimento de crianças que apresentam suspeita de atrasos no desenvolvimento.

O Governo do Estado do Amapá reativou nesta sexta-feira, 23, no Hospital de Clínicas Dr. Alberto Lima (Hcal), o Núcleo de Avaliação do Neurodesenvolvimento (Nande), ambiente especializado em diagnóstico de transtornos e suspeita no neurodesenvolvimento – que consiste em um transtorno da aprendizagem, e ocorre em crianças que apresentam um bom desempenho intelectual, mas afetam algumas funções cognitivas.

O Nande destina-se ao atendimento de crianças de 0 a 10 anos que apresentam suspeita de atrasos no desenvolvimento. O foco é a avaliação multiprofissional de pacientes que possam preencher critérios diagnósticos para o Transtorno do Espectro Autista (TEA).

O secretário de Estado da Saúde, Juan Mendes, ressaltou a importância do Nande no que tange ao diagnóstico precoce.

“A reativação desse espaço ampliará o acesso e a qualificação da atenção à saúde das crianças com suspeita de autismo de maneira precoce, visto que a demanda de casos de autismo tem crescido gradativamente, e agora com a oferta do espaço iremos fortalecer a viabilidade desse diagnóstico”, garantiu o secretário.

Francilene Rabelo, integrante da Rede Unificada Nacional e Internacional pelos Direitos dos Autistas (Reunida), têm dois filhos com autismo e sabe bem a importância de um núcleo especializado em neurodesenvolvimento.  

“O espaço vai sanar uma grande dificuldade na comunidade autista que é a questão do diagnóstico. Muitas famílias esperavam ansiosamente um local como este, que agrega todos os profissionais indispensáveis para um acompanhamento de qualidade. O Nande será um norte para quem estava na espera de orientações e de uma equipe multiprofissional para fechar ou não o diagnóstico”, ressaltou Francilene.

Para fornecer esse diagnóstico o espaço conta com uma equipe multidisciplinar integrada por médicos neuropediatra e neurologista, psicólogo, terapeuta ocupacional e fonoaudiólogo. Os pacientes também poderão contar com equipamentos para exames laboratoriais, de imagem e auditivos, tais como eletroencefalograma e tomografia com sedação, exames laboratoriais, incluindo os de genotipagem, e audiometria, que detectam perdas ou alterações auditivas.

O encaminhamento ao Nande deve ser solicitado pelo médico neurologista posteriormente ao atendimento do paciente no ambulatório de consultas do Hcal, caso haja dúvidas sobre o diagnóstico.

A avaliação pela equipe multidisciplinar será agendada e, por intermédio da mesma, os exames laboratoriais poderão ser solicitados. Após exames, a equipe produzirá um relatório que será entregue aos pais ou responsáveis da criança com o diagnóstico completo.

Os transtornos de neurodesenvolvimento não têm cura, mas quanto mais cedo houver diagnóstico, melhor será a qualidade de vida da criança.

A deputada estadual Marília Góes participou da entrega do novo espaço. Ela é autora da Lei que garante a emissão de Carteira de Identificação da Pessoa com Autismo. No Amapá, mais de 28 mil pessoas já foram diagnosticada com autismo e sete mil possuem a carteirinha.

Além disso, a parlamentar reforçou a importância do Nande para diagnóstico precoce do autismo.

“O pleno funcionamento do núcleo é uma demanda apresentada pelas famílias e entidades ao nosso mandato, e um compromisso nosso. O diagnóstico precoce, associado ao acompanhamento multidisciplinar periódico, intervenções e estimulação, oportuniza que a pessoa com autismo desenvolva suas habilidades e alcance o desenvolvimento integral”, salientou a deputada.

Acesso a cateirinha                                     

A Carteira de Identificação da Pessoa com Autismo é um documento válido no âmbito estadual para comprovação do direito aos benefícios previstos em leis e outros atos normativos, tais como: isenção do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA); direito a meia-entrada em sessões de cinema, teatro, espetáculos esportivos, shows e outros eventos culturais exibidos nas salas e casas de espetáculos instaladas no Estado; horário especial ao servidor público com autismo e ao servidor que cuida diretamente da pessoa com autismo (cônjuge, companheiro, pai, mãe, tutor, curador ou responsável legal), tendo a redução de 50% na carga horária de trabalho; atendimento prioritário em estabelecimentos públicos e privados.

Fonte: Governo do Amapá


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo