News

No Tocantins, projeto de inclusão da Escola Estadual Modelo é destaque no Dia Mundial da Educação

Construir uma sociedade mais justa por meio da educação, esse é o objetivo central do Dia Mundial da Educação, símbolo do acordo firmado entre 164 países, na cidade de Dakar, no Senegal, durante o Fórum Mundial de Educação, realizado em 2000. Desde o acordo, do qual o Brasil é um dos signatários, há 21 anos, a data é comemorada no dia 28 de abril. 

No Tocantins, entre os muitos projetos desenvolvidos pelas escolas da rede estadual de ensino, que buscam promover a inclusão social e criar condições igualitárias de desenvolvimento da aprendizagem e de transformação social, está o da Escola Estadual Modelo de Araguaína, que é uma das principais referências no trabalho voltado para a inclusão por meio do uso da Língua Brasileira de Sinais e do Sistema Braille.

Conforme explicou a gerente de Educação Especial da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), Paola Regina Martins Bruno, a unidade de ensino tem se destacado no uso e na difusão da Língua Brasileira de Sinais. “A escola tem grande procura por parte dos alunos surdos e o seu trabalho fortalece a inclusão, assim como gera oportunidades para muitos estudantes ingressarem no ensino superior”.

De acordo com o gestor da Escola Estadual Modelo de Araguaína, Sandro Sousa Oliveira, o processo de inclusão se deu por meio do trabalho realizado não só com os estudantes, mas com toda a comunidade escolar. “Na vivência escolar, trabalhamos por meio de parcerias com a realização de oficina com professores, alunos, familiares, o que gera um processo de acolhimento, respeito e troca de aprendizagem. Na pandemia, o trabalho com a comunidade foi impactado, mas seguimos com o atendimento dos alunos”, destaca.

O gestor apontou ainda que as atividades voltadas para a inclusão, constam no Projeto Político Pedagógico (PPP) da unidade de ensino, o que possibilita a execução das ações. “Além disso, a escola conta com uma Sala de Recurso Multifuncional, que presta o Atendimento Educacional Especializado. Também temos o Núcleo de Produção e Ampliação de Material em Braille que presta um trabalho para toda a comunidade escolar da região norte do Tocantins”.

A assessora da Educação Especial da Diretoria Regional de Educação, Juventude e Esportes de Araguaína, Eveline das Neves Santos Correia, destaca que a unidade de ensino é pioneira no trabalho com pessoas surdas. “Foi a primeira escola do Tocantins que trabalhou com classes especiais só para surdos. Nós avançamos e a escola é referência no processo de inclusão. Hoje, os alunos compartilham dos mesmos espaços e aulas, nas salas regulares”, afirma.

Sobre o Dia Mundial da Educação, data criada para incentivar e conscientizar a todos sobre a educação, seja escolar, social ou familiar, a assessora de Educação Especial explica que o trabalho do Estado tem se fundamentado especialmente na geração de oportunidades. “Se o aluno tem o apoio para avançar dentro da sua realidade, com um ensino que considere suas habilidades e potencialidades, ele consegue avançar e ser bem-sucedido”, pontua.

Fonte: Governo do Tocantins


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo