News

Prevenção e combate a incêndios florestais ganham reforço em Minas

Implantação de dez novas Unidades Operacionais (UOp) integra as ações.

Instituto Estadual de Florestas (IEF) intensifica os trabalhos de prevenção e combate para a temporada 2021 de incêndios florestais em Minas Gerais, com a contratação de um pacote de serviços e a implantação de dez novas Unidades Operacionais (UOp), localizadas em unidades de conservação e em bases operacionais do Previncêndio. 

Para reforçar a estrutura já existente foram adquiridos equipamentos, veículos (17 caminhonetes 4×4 e quatro caminhões) e contratados mais de uma centena de profissionais, por meio de recursos da compensação minerária, taxa paga por empreendimentos do setor ao Estado. O reforço estará à disposição para atendimento a 52 unidades de conservação estaduais (UC).

Localização

As UCs de proteção integral que passaram a contar com as UOps estão localizadas na área de abrangência do programa Previncêndio, nas bacias dos rios Doce e São Francisco.

As Unidades Operacionais serão responsáveis pelo desenvolvimento tanto de ações preventivas e de combate quanto de gerenciamento das informações sobre as ocorrências de incêndios. As salas de Situação e Operações recebem e encaminham para as UOps as demandas de alimentação, reforço dos efetivos e emprego de aeronaves nos combates, com intensa atividade nos meses de agosto e outubro, ápice das ocorrências de incêndios florestais no estado.

Recursos

As caminhonetes 4×4 disponibilizadas são equipadas com motobomba e reservatório de 500 litros, roçadeiras e sopradores, além de outros equipamentos manuais para uso no combate às chamas. “Todos os recursos serão destinadas às unidades de conservação abrangidas, de forma direta, com a atuação dos brigadistas e indireta com os operadores das Salas de Situação e Operação”, explica o gerente de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais do IEF, Rodrigo Bueno Belo.

O trabalho realizado pelos novos contratados é complementar ao que já é realizado rotineiramente pelos servidores do IEF, como: roçada manual e mecanizada; construção e manutenção de aceiros manuais e execução de queimas preventivas; rondas de monitoramento; verificação de focos de incêndio; operação de sistemas de detecção por vídeo vigilância. Também serão incumbidos da remoção de espécies vegetais exóticas que contribuem para a propagação do fogo; plantio de mudas para recomposição das áreas atingidas por incêndios; coleta de dados para monitoramento das áreas atingidas pelos incêndios e queimas preventivas.

Alinhamento

As unidades regionais do IEF também já deram início às reuniões de alinhamento de informações sobre prevenção e combate aos incêndios florestais em 2021. A rodada de encontros reuniu gerentes e funcionários de unidades de conservação estaduais, considerando a proximidade do início da temporada de incêndios.

Todas as 14 Unidades Regionais de Florestas e Biodiversidade (URFBio) do IEF participaram do alinhamento, que discutiu o balanço de ocorrências de incêndios florestais em 2021 e a contratação temporária de brigadistas, entre outros pontos.

Fonte: Agência Minas


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo