Esportes

Alonso diz que a “raiva” decorrente da má qualificação o inspirou

Fernando Alonso ficou frustrado depois de se qualificar em 13º em Portugal, especialmente com seu companheiro de equipe Esteban Ocon se classificando em sexto lugar. Mas o espanhol disse que colocou essa “raiva” em bom uso na corrida, usando-a para impulsioná-lo a um segundo ponto consecutivo na sua terceira corrida pela Alpine.

Depois de cair duas posições na volta de abertura, Alonso gradualmente subiu na ordem ao longo de um longo período de abertura, finalmente chegando à volta 40, momento em que estava em sexto. Ao retornar à pista, ele fez grandes passes em Daniel Ricciardo da McLaren e na Ferrari do compatriota Carlos Sainz para terminar em oitavo, uma posição atrás de Ocon.

Essa atuação foi, de acordo com o próprio homem, para ele finalmente sentir um nível de conforto para empurrar seu carro.

“Foi bom, foi divertido”, disse ele. “Estávamos lutando com um Mclaren, uma Ferrari – coisas que eram impensáveis ​​em Imola ou Bahrein. Portanto, acho que demos um grande passo em termos de desempenho do carro”.

“No Bahrein fui mais cuidadoso em tudo, só para finalizar o primeiro Grande Prêmio. Imola Fiquei muito desconfortável no carro com as condições – não me senti bem com os [pneus intermediários], a visibilidade, a qualificação estava ruim”.

“Esta foi realmente a primeira corrida em que extraí o máximo do carro. Fiquei chateado depois da qualificação de ontem, então hoje essa raiva provavelmente estava no caminho certo”.

O bicampeão mundial disse que agora vai para sua corrida em casa na Espanha no próximo fim de semana com mais confiança, mesmo sabendo que seus resultados não vão melhorar até que ele consiga fazer progressos na qualificação.

“Sempre é um grande impulso quando você tem um carro que pode lutar nas posições mais altas”, disse ele. “Acho que os sábados ainda são minha fraqueza no momento, para extrair o máximo desse desempenho de uma volta. E sabemos que Barcelona e Mônaco os sábados são fundamentais porque a ultrapassagem é muito difícil.

“Portanto, alguns trabalhos de casa para fazer no próximo fim de semana, mas vou tentar estar preparado”.

O oitavo lugar de Alonso é seu melhor resultado desde Cingapura 2018, embora ele tenha ficado de fora nas temporadas de 2019 e 2020.

Fonte: Fórmula 1


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo