News

Casos de chikungunya permanecem em queda no Espírito Santo

A Secretaria da Saúde (Sesa) divulga, nesta sexta-feira (07), o 17° boletim epidemiológicos da dengue, zika e chikungunya. Comparado ao ano de 2020, os casos de chikungunya seguem em declínio no Espírito Santo.

Foram registrados, entre os dias 03 de janeiro de 2021 e 1° de maio de 2021, 1.366 notificações da doença. Já no mesmo período do ano passado, o Estado contabilizava 11.100 casos.

Entretanto, é necessário que a população elimine os possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti durante todo o ano. Ações de limpezas, principalmente dentro das residências, são fundamentais para evitar a proliferação do inseto e, consequentemente, o aumento de casos de doenças transmitidas por ele.

Veja aqui o 17º boletim da dengue.

Veja aqui o 17º boletim de zika.

Veja aqui o 17º boletim chikungunya.


Como prevenir

– Limpar o quintal, jogando fora o que não é utilizado;
– Tirar água dos pratos de plantas;
– Colocar garrafas vazias de cabeça para baixo;
– Tampar tonéis, depósitos de água, caixas d’água e qualquer tipo de recipiente que possa reservar água;
– Manter os quintais bem varridos, eliminando recipientes que possam acumular água, como tampinha de garrafa, folhas e sacolas plásticas;
– Escovar bem as bordas dos recipientes (vasilha de água e comida de animais, pratos de plantas, tonéis e caixas d’água) e mantê-los sempre limpos.

Fonte: Governo do Espírito Santo


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo