Saúde

Dar antibióticos a recém-nascidos pode retardar seu crescimento

Novo estudo da Universidade Bar-Ilan descobriu que expor meninos recém-nascidos a antibióticos pode reduzir seu crescimento – enquanto as meninas parecem não ser afetadas.

Acredita-se que a exposição a antibióticos nos primeiros dias de vida afete vários aspectos fisiológicos do desenvolvimento neonatal. Um novo estudo, liderado pela Faculdade de Medicina Azrieli da Universidade Bar-Ilan, revela que o tratamento com antibióticos dentro de 14 dias após o nascimento está associado à redução de peso e altura em meninos – mas não em meninas – até os seis anos de idade.

Em contraste, o estudo mostrou índice de massa corporal (IMC) significativamente maior em meninos e meninas após o uso de antibióticos após o período neonatal e nos primeiros seis anos de vida. As descobertas, publicadas recentemente na revista Nature Communications , podem ser o resultado de mudanças no desenvolvimento do microbioma intestinal.

O impacto da exposição neonatal a antibióticos foi investigado em uma coorte de 12.422 crianças nascidas entre 2008-2010 no Hospital Universitário de Turku em Turku, Finlândia. Os bebês não tinham anormalidades genéticas ou distúrbios crônicos significativos que afetavam o crescimento e não precisaram de tratamento com antibióticos de longo prazo. Os antibióticos foram administrados nos primeiros 14 dias de vida a 1.151 (9,3%) dos neonatos no estudo.

Os autores descobriram que os meninos expostos ao tratamento com antibióticos exibiram peso significativamente menor em comparação com as crianças não expostas ao longo dos primeiros seis anos. Eles também exibiram estatura e IMC significativamente mais baixos entre as idades de dois e seis anos. Esta observação foi replicada em uma coorte alemã.

Além disso, descobriu-se que a exposição a antibióticos durante os primeiros dias de vida estava associada a distúrbios no microbioma intestinal até os dois anos de idade. Bebês expostos a antibióticos neonatais exibiram riqueza de microbioma intestinal significativamente menor em comparação com bebês não expostos com a idade de um mês. Curiosamente, na idade de seis meses, os bebês tratados com antibióticos atingiram o nível de riqueza bacteriana de um grupo de controle de bebês, e nas idades de 12 e 24 meses, os indivíduos tratados com antibióticos ganharam níveis significativamente mais altos de riqueza bacteriana em comparação aos sujeitos de controle.

Em experimentos adicionais conduzidos pelo estudante de PhD Atara Uzan, os pesquisadores demonstraram que camundongos machos livres de germes que receberam o microbioma intestinal de bebês expostos a antibióticos também apresentaram falha de crescimento. Esses achados sugerem uma ligação potencial entre a exposição neonatal a antibióticos e o comprometimento do crescimento infantil, que pode ser resultado de alterações causadas por antibióticos na composição do microbioma intestinal.

“Os antibióticos são medicamentos de vital importância e que salvam vidas em recém-nascidos. Nossos resultados sugerem que seu uso também pode ter consequências indesejáveis ​​a longo prazo que precisam ser consideradas”, disse o Prof. Omry Koren, da Faculdade de Medicina de Bar- Ilan University, que conduziu o estudo junto com o Prof. Samuli Rautava, da University of Turku e da University of Helsinki.

A pesquisa de acompanhamento terá como objetivo investigar outros resultados adversos potenciais relacionados à exposição neonatal a antibióticos.

O estudo foi conduzido adicionalmente por pesquisadores do Louzoun Lab da Bar-Ilan University, do Max Rubner Institute na Alemanha, da University of Trento, Itália, e do Migal Israel.

Fonte: https://www.israelnationalnews.com


Ver também:


O ensino de alta qualidade já está ao alcance de todos e em qualquer lugar. Educação de Ensino em Casa, Jardins de Infância e Escolas, com cursos educacionais pré-escolar, ensino básico, fundamental e médio!

Gratuitamente, clique e comece já!

Print Friendly, PDF & Email

Joice Maria Ferreira

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre as atualidades sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo