News

Recuperação econômica surpreende e ajudará a reduzir déficit público já em 2021, diz ministro da Economia

Em evento do BTG Pactual, Paulo Guedes destacou também novas políticas que vão gerar oportunidades de trabalho para os jovens brasileiros.

O ritmo de recuperação da economia brasileira em 2021 e a criação de um novo mecanismo de qualificação profissional que vai criar dois milhões de empregos para jovens brasileiros foram temas destacados pelo ministro da economia, Paulo Guedes, nesta terça-feira (25/5), em participação na 22ª edição da CEO Conference Brasil, do banco BTG Pactual. O ministro disse que os resultados positivos na arrecadação tributária, refletindo a retomada dos níveis de atividade, devem permitir a redução de déficit público deste ano.

Guedes também ressaltou que o Brasil gerou 800 mil empregos formais de janeiro a março e que deve alcançar a marca de 1 milhão de novos vagas com carteira assinada no primeiro quadrimestre. O ministro reforçou que a vacinação em massa da população brasileira é essencial e representa, hoje, a melhor política econômica e de saúde, pois permitirá o retorno seguro da população ao trabalho, impulsionando a retomada dos níveis

Guedes participou do painel “Perspectiva Econômica Brasileira: Reformas & Agenda Fiscal”, integrante da 22ª edição da CEO Conference Brasil. A moderação foi realizada pelo economista-chefe do BTG Pactual, Mansueto Almeida. Durante o evento, destacou que o Brasil surpreendeu o mundo no ano passado ao colocar em prática um conjunto de ações que contiveram a desaceleração econômica diante dos impactos da pandemia de Covid-19. No começo de 2020, havia agentes de mercado que apostavam em queda de 9% no Produto Interno Bruto (PIB) no ano passado, mas a retração foi bem menor, de 4,1%.

Além de as políticas públicas terem evitado impactos ainda mais fortes sobre economia, conseguiram também preservar e criar empregos, lembrou o ministro em referência a dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), que apontaram geração de mais de 140 mil empregos formais em 2020 (revertendo o pico de perda de vagas durante a fase mais crítica da crise gerada pela pandemia). O ministro da Economia ressaltou a importância do Benefício Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda (BEm), que evitou a demissão de 11 milhões de trabalhadores formais no ano passado. O programa está de volta em 2021 e ajudará o Brasil a manter postos de trabalho até que seja superada a crise provocada pela Covid-19, apontou o ministro.

Qualificação

Para estimular ainda mais a geração de oportunidades de trabalho, Guedes informou que muitas empresas já demonstraram interesse em participar de um novo programa de estímulo à qualificação profissional para jovens que está sendo elaborado pelo governo “Vamos atender o jovem de 18, 19, 20 anos que está sem escola, sem treinamento, para participar do sistema de qualificação durante o trabalho”, disse Guedes “Acredito que podemos criar dois milhões de empregos, rapidamente. Já temos empresas conversando com a gente”, revelou. O passo seguinte, apontou Guedes, será avançar para a Carteira de Trabalho Verde e Amarela, um mecanismo que permitirá atender milhões de brasileiros que atualmente estão no mercado informal. “Vamos trazê-los para a formalização, com uma família de produtos para atacar o desemprego em massa”, afirmou o ministro da Economia.

Dados positivos

Além da recuperação dos níveis da arrecadação federal (que refletem a retomada da economia), o ministro da Economia destacou que a agenda de reformas e de modernização do Estado avançou no ano passado, mesmo nos momentos de mais impacto da crise gerada pela pandemia seguirá avançando. Lembrou que recentemente foram aprovadas a nova Lei de Falências, de autonomia do Banco Central, o novo marco do gás natural. Citou que foram superados impasses de décadas com os avanços no acordo entre Mercosul e União Europeia e o fim dos impasses a respeito das desonerações de exportações por meio da Lei Kandir e o avanço das privatizações. Guedes destacou o leilão da Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae) do Rio de Janeiro, em 30 de abril, além de recentes concessões de aeroportos e terminais portuários.

Segundo o ministro, o sucesso das privatizações comprova que há interesse dos investidores privados em atuar no Brasil. E ressaltou que a participação privada é essencial para levar o Brasil rumo ao crescimento sustável, de longo prazo, com geração de empregos, renda e riquezas. O ministro da Economia também afirmou que a reforma tributária que está sendo discutida com o Congresso será simples, descartando qualquer hipótese de aumentos da carga tributária. “Vai ser difícil ficar contra”, declarou o ministro.

O economista-chefe do BTG Pactual, inclusive, advertiu que a mais recente previsão oficial de crescimento do PIB, de 4,3%, é modesta, e deverá surpreender, diante dos recentes resultados positivo da economia. Segundo Mansueto Almeida, facilmente o Brasil alcançará crescimento em torno de 5% este ano. “Poucos países estão fazendo a trajetória de volta tão rápida”, disse Mansueto, referindo-se à recuperação do Brasil no cenário global de desafios perante a crise da pandemia da Covid-19.

Guedes ressaltou que essa retomada é saldo de ações executadas desde o início de governo, com destaque para a Reforma da Previdência e o controle do endividamento público e o encaminhamento da Reforma Administrativa, que vai conter o aumento das despesas com pessoal no setor público. A persistência na rigidez fiscal e na agenda de reformas permitirá, inclusive, que o Brasil volte a ter superávits primários mais rapidamente, permitindo fôlego ao Estado para prestar melhores serviços à sociedade.

Fonte: Ministério da Economia


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!


O ensino de alta qualidade já está ao alcance de todos e em qualquer lugar. Educação de Ensino em Casa, Jardins de Infância e Escolas, com cursos educacionais pré-escolar, ensino básico, fundamental e médio, clique e comece já!

Print Friendly, PDF & Email

Joabson João

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo