Esportes

Vasco derrota o Boavista e fica na frente por vaga nas oitavas da Copa do Brasil

Com gol do argentino Sarrafiore, Cruzmaltino fez 1 a 0 sobre o Verdão do Rio e largou em vantagem na disputa.

Vasco na frente por vaga nas oitavas de final da Copa Intelbras do Brasil. Na noite desta terça-feira (1), pelo duelo de ida da terceira fase, o Cruzmaltino balançou as redes com Sarrafiore no Elcyr Resende, em Saquarema (RJ), construiu o placar de 1 a 0 diante do Boavista-RJ e agora joga por um empate para avançar.  

+Confira a tabela da Copa Intelbras do Brasil!

O jogo

Em um primeiro tempo no qual o Boavista foi ligeiramente superior e teve as melhores chances, o Cruzmaltino conseguiu ser eficiente para largar em vantagem antes do intervalo. Mal rolou a bola e o Boa chegou com perigo. No primeiro lance, Michel Douglas aproveitou falha da defesa vascaína e arriscou de longe, obrigando Vanderlei a fazer uma linda defesa ao espalmar para fora.

Depois, aos oito, Rômulo errou de novo na saída de bola, Marquinhos ficou com ela e chutou. Por sorte a bola desviou na marcação e foi para a linha de fundo. A primeira boa oportunidade do Vasco aconteceu na marca dos 25, quando Gabriel Pec cobrou escanteio fechado, Ary tentou cortar mas acabou entregando para Morato. O camisa 10 chutou e tirou tinta da trave do Boa.

Até que, na marca dos 44 minutos, o Cruzmaltino abriu o placar em Saquarema (RJ). Após cruzamento de Zeca, Morato tentou dominar, mas a bola acabou sobrando para o argentino Sarrafiore, que apareceu de surpresa na área e bateu colocado, no canto do goleiro Ary, estufando as redes do Verdão do Rio.

Em ritmo mais baixo no segundo tempo, o Vasco viu o Boa quase empatar aos 14 minutos, quando Jean cobrou falta mas parou em outra defesa de Vanderlei. O Cruzmaltino respondeu na sequência, aos 17, com Pec chutando dentro da área para boa defesa de Ary. A vida do Verdão ficaria mais complicada aos 35 minutos, depois que Lucas Lourenço recebeu o segundo cartão amarelo por parar o ataque vascaíno e foi expulso.

Tentando o gás final, o Boavista quase empatou aos 44: Jean cobrou falta na área, Gustavo cabeceou e parou na defesa em dois tempos de Vanderlei. No lance seguinte, em contra-ataque, Léo Jabá chutou cruzado e por pouco não ampliou para o Vasco. Mas, no fim, o 1 a 0 permaneceu no Elcyr Resende. 

Fonte: CBF


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo