Esportes

Giovinazzi quer um novo acordo com a Alfa Romeo

Antonio Giovinazzi quer passar a sua quarta temporada na F1 na Alfa Romeo e diz que sua melhor forma este ano mostra que seu trabalho duro durante o inverno está valendo a pena.

O piloto italiano começou sua carreira na Fórmula 1 com duas aparições pela Sauber em 2017, e se tornou um piloto em tempo integral com o time quando eles mudaram a marca para Alfa Romeo Racing em 2019. Desde então, ele marcou 19 pontos antes do Grande Prêmio do Azerbaijão neste fim de semana em Baku, onde o assunto de seu futuro em 2021 surgiu.

“Não sei, vamos ver o que vai acontecer. A única coisa que posso fazer agora é fazer um bom trabalho, dirigir rápido e depois veremos o que vai acontecer no ano que vem”, disse ele, quando questionado se tinha novidades sobre seu futuro.

“Gosto muito de ficar aqui também no próximo ano, é a única equipe com a qual [fiquei] na terceira temporada, conheço muito bem as pessoas. Tenho um bom relacionamento com as pessoas de dentro, com Fred [Vasseur, diretor da equipe] também, então veremos o que vai acontecer, mas por enquanto posso apenas me concentrar em mim e ver o que vai acontecer”.

Agora com 27 anos, o vice-campeão da GP2 Series 2016 (agora F2) acrescentou que sua terceira temporada com a Alfa Romeo na F1 o viu melhorar durante o inverno para se divertir “mais” em um carro que ele disse ser mais rápido do que antes – com o veterano companheiro de equipe Kimi Raikkonen fornecendo uma referência sólida do outro lado da garagem.

“É minha terceira temporada na Fórmula 1, então tenho mais experiência. Sabe, acho que este ano temos um carro mais rápido, uma unidade de potência mais rápida, para que possamos nos divertir mais e quando você se sentir melhor no carro, pode estar no limite, empurrar mais”, disse ele.

“Do meu lado, a minha meta para esta temporada era melhorar na segunda temporada e estou feliz que todo esse trabalho de inverno ainda esteja dando certo e preciso continuar trabalhando … para descobrir mais sobre mim. Ainda posso melhorar muito”.

“Também ter Kimi ao meu lado é uma ajuda, uma grande ajuda porque ele é um piloto experiente, um piloto rápido. Então, é bom tê-lo, aprender com ele e fico feliz que todo esse trabalho, como mencionei antes, está dando frutos”, finalizou.

Giovinazzi venceu a GP2 Feature e Sprint Races 2016 em Baku, e terminou em 12º de 17º no grid em sua única participação no Grande Prêmio do Azerbaijão em 2019. Na última rodada, em Mônaco, ele marcou seu primeiro ponto na temporada de 2021.

Fonte: Fórmula 1


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo