Esportes

Perez vence o surpreendente GP de Baku

Max Verstappen parecia prestes a conquistar sua primeira vitória no Grande Prêmio do Azerbaijão antes de cair da liderança a apenas cinco voltas do fim, dando a Sergio Perez uma segunda vitória na carreira, enquanto Lewis Hamilton fechava a penúltima volta para terminar em 15º. uma corrida extremamente dramática em Baku.

Pela primeira vez nesta temporada, Charles Leclerc saiu da pole, mas foi ultrapassado pela liderança por Lewis Hamilton sem a necessidade de DRS, tão forte foi o vácuo, na segunda volta. Verstappen foi raspado pelo homem da Ferrari na 7ª volta.

Verstappen assumiu a liderança após uma sequência crucial de paradas nos boxes, Hamilton iniciando essa sequência na volta 12 com uma troca lenta para os hards, graças ao tráfego no pit lane. Verstappen parou uma volta depois e emergiu primeiro, seguido por Perez, que separou os rivais do campeonato. E o holandês parecia ter a vitória na bolsa, dominando uma reinicialização do Safety Car da volta 35 após o terrível acidente de Lance Stroll, quando o pneu traseiro esquerdo do piloto do Aston Martin pareceu ceder na reta dos boxes.

Isso foi até o próprio Verstappen, confortavelmente na liderança na volta 47, girar e cair após um aparente problema de pneu. Incólume, mas abalado, seu acidente acionou o Safety Car, que se transformou em uma bandeira vermelha que suspendeu a corrida na volta 48. A corrida foi reiniciada com uma largada em pé 35 minutos depois na volta 50, dando-nos duas voltas de ação total o campo todos trocando de pneus durante a paralisação.

Perez levaria Hamilton, Sebastian Vettel, Pierre Gasly e Leclerc para fora da linha para a reinicialização. Hamilton escapou bem, seu nariz aparentemente à frente do de Perez, mas o britânico travou fortemente e foi para o run-off da Curva 1. Ele terminou em 15º, deixando Perez na liderança, Vettel em segundo e Gasly – tendo segurado um Leclerc nas últimas voltas – para assumir o último lugar do pódio.

Vettel largou em 11º, mas terminou em segundo brilhante ao parar 18 voltas mais tarde do que qualquer outro e saiu em sexto. No reinício após a queda de Stroll, ele tirou P4 de Leclerc e Gasly, e foi promovido ao pódio com o abandono de Verstappen.

Leclerc terminou em quarto, já que sua tentativa de undercut na volta 10 sobre Gasly não valeu a pena. Enquanto ele tentava tirar P3 do francês após a reinicialização final, seus esforços foram em vão e o piloto da Ferrari terminou em quarto.

Lando Norris ignorou uma penalidade de três lugares e prejudicou seus rivais, tendo começado a P9 para ficar em quinto lugar, à frente de Fernando Alonso, ambos movidos na reinicialização final, enquanto o estreante da AlphaTauri, Yuki Tsunoda, largou em sétimo e terminou lá depois de parar no box no início da volta 9.

Completando o top 10 estava Carlos Sainz da Ferrari no P8 – que se recuperou com pneus duros depois de um enorme lock-up na volta 11 que o deixou apenas em 15º – Daniel Ricciardo, de 13º a 9º, e Fernando Alonso da Alpine no P10 tendo importunado o piloto P9 da McLaren durante a corrida.

Mas a história da manchete foi a retirada de Verstappen da liderança, e o chocante bloqueio tardio de Hamilton que lhe custou a chance de retomar a liderança do campeonato após este surpreendente resultado no Grande Prêmio do Azerbaijão.

Fonte: Fórmula 1


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo