Esportes

Náutico supera o Vitória e fatura a segunda na Série B do Brasileiro

Com gol de Jean Carlos, Timbu derrotou o Rubro-Negro por 1 a 0 em Salvador e segue 100% na Série B.

Náutico faturou, fora de casa, o segundo triunfo na Série B do Brasileirão. Na noite desta segunda-feira (7), o Timbu foi até o Barradão, em Salvador, e superou o Vitória por 1 a 0, com gol de Jean Carlos em duelo válido pela segunda rodada da competição. O resultado coloca o Náutico na vice-liderança da Série B, com seis pontos em dois jogos. O Rubro-Negro, que ainda não venceu, está 14º, com um ponto.

O jogo

Placar zerado no primeiro tempo em Salvador. Com maior posse de bola, o Vitória criou as melhores chances. A de ouro aconteceu aos 34 minutos, quando Bispo recebeu cruzamento e cabeceou no travessão. No rebote, David, que estava praticamente embaixo da trave, chutou para fora.

Em resposta, o Náutico quase abriu o placar logo em seguida, aos 40 minutos: Erik recebeu na meia-lua, deu um lindo drible em Wallace, ajeitou o corpo e bateu para tirar tinta da trave de Ronaldo. Mas o Náutico voltou do intervalo ligado, e abriu o placar na primeira chegada: Jean Carlos cruzou na área, a bola passou por todo mundo e morreu no fundo das redes. 

Em busca do empate, o Rubro-Negro quase marcou aos cinco minutos, quando Samuel bateu mas parou na defesa, com os pés, do goleiro Alex Alves. Mais tarde, aos 32, o Leão quase igualou: Soares arriscou de fora da área e acertou o travessão do Timbu. Insistente, o Rubro-Negro tentou até o fim, mas a defesa do Náutico segurou a onda e não foi vazada em Salvador.

Fonte: CBF


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo