Patrimônio líquido da União fica negativo em R$ 4,445 trilhões em 2020, mostra relatório

Os dados estão no Relatório Contábil do Tesouro Nacional (RCTN) de 2020, divulgado pelo Tesouro Nacional

O patrimônio líquido (PL) da União, que é a diferença entre o total de ativos e passivos da Administração Pública Federal, ficou negativo em R$ 4,445 trilhões em 2020, o que representa um aumento nominal de R$ 1,463 trilhão, ou seja, crescimento de 49,1% em relação ao valor de 2019 (R$ 2,982 trilhões). Os dados estão no Relatório Contábil do Tesouro Nacional (RCTN) de 2020, divulgado nesta quinta-feira (10/6) pelo Tesouro Nacional.

No exercício, o ativo da União – a soma do que o país possui em caixa e equivalentes de caixa, créditos a longo prazo, investimentos, imobilizado e intangível, entre outros itens – passou de R$ 5,597 trilhões para R$ 5,702 trilhões. Esse crescimento foi mais do que compensado pelo aumento do passivo da União, ou seja, o conjunto de obrigações, empréstimos e financiamentos a pagar e provisões, que passou de R$ 8,579 trilhões para R$ 10,147 trilhões no período.

A variação do PL é explicada principalmente pelo aumento de R$ 772,6 bilhões em passivos de empréstimos e financiamentos, gerados para cobertura dos gastos emergenciais com benefícios e auxílios para enfrentamento da pandemia da Covid-19, e pelo aumento de R$ 644,0 bilhões em passivos referentes a provisões previdenciárias e pensões, valor que reflete o reconhecimento de R$ 405,8 bilhões de passivo atuarial relativo a benefícios com militares inativos e aumento de R$ 158,2 bilhões no passivo referente às pensões militares, decorrente de mudança na metodologia de cálculo e inclusão das pensões a conceder.

O RCTN é uma publicação anual que analisa os números apresentados pelo Balanço Geral da União (BGU) e, divide-se em duas partes principais: a primeira analisa a evolução dos principais itens do ativo e do passivo, enquanto a segunda olha para os fluxos de receita e despesa. Ele traz ainda um capítulo dedicado ao detalhamento dos números dos diversos regimes de Previdência e outro sobre a chamada regra de ouro.

Fonte: Ministério da Economia


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!


O ensino de alta qualidade já está ao alcance de todos e em qualquer lugar. Educação de Ensino em Casa, Jardins de Infância e Escolas, com cursos educacionais pré-escolar, ensino básico, fundamental e médio, clique e comece já!

Sair da versão mobile