ArteNews

Choro das 3 – O choro de todos nós

Eduardo Ferreira, Dudu, do Choro das 3, nos deixou – Familiares e multidão de seguidores no Brasil e exterior sentem-se órfãos e solidários às meninas.

O CHORO NÃO PODE PARAR

Eduardo era membro do grupo Choro das 3, e pai das meninas. Foi ele mesmo quem ingressou as filhas nas rodas de choro, desde a Moóca e regiões “chorosas” de SP, de onde passaram a brilhar no Brasil e exterior.

É dia dos namorados no Brasil, que perde um apaixonado pelo “choro”, mas que deixou três princesas para o romance da música brasileira que já ressoa no mundo inteiro.

Para apoiar as filhas, Dudu se tornou o próprio percussionista do grupo. A esposa e mãe das meninas Maria Cristina, segue internada. Há dias as meninas estão isoladas, com raras notícias dos pais. Agora, precisarão de muito mais apoio. Obrigado por todos que estavam dando suporte.

As meninas, Corina, Lia e Elisa, a esposa, Cristina, demais familiares e amigos agora precisam ainda mais de suas orações.

Nunca se viu um Choro das 3 tão chorado. Sigamos o que Paulo dizia “Chorai com os que choram” (Rm.12:15). Já se podem ouvir miríades de seguidores, do Brasil e exterior, chorando e cantando: “Naquela mesa está faltando ele / E a saudade dele está doendo em mim…” (Sérgio Bittencourt, em memória ao pai, Jacob do Bandolim).

Nosso Odeon (Odeão, do grego ᾠδεῖον – óideîon – pelo latim odeum – pequeno anfiteatro grego usado para festivais de música; menor do que o teatro e que possuía cobertura a fim de reter o som); sim, nosso Odeon está em silêncio… temporariamente. O Choro das 3 agora é de todos nós!


Canção acróstico com métrica, em homenagem a Eduardo Ferreira – Dudu – Choro das 3:

CHORO DUDU

[9.10.9.10.12.11.10 – 8.8.8.8.]

(intro)

Du, Dudu, Du, Dudu, Du,

Du, Dudu, Du, Dudu, Du,

Du, Dudu!


Ele fez todo mundo chorar, [9]

Desde quando o balaio começou. [10]

Um pandeiro, um batuque a falar: [9]

A pele do coração se esticou! [10]

Restou “Callado” o sopro da flautista, [12]

Da artista que o bandolim fez calar, [11]

O violão sem remédio ficou! [10]


(chorus)

Do que aprendemos aqui, [8]

Um tanto de amor acolá, [8]

Dudu que nos faz repetir: [8]

Um toque de choro no ar! [8]


Fez Corina sua flauta falar; [9]

Elisa toca e compõe, meu senhor! [10]

Retumbou Lia: sete a vibrar, [9]

Referências do choro de amor! [10]

Elas retomam,

Inspirando a boa vista, [5+7]

Rendendo Porto Feliz ao além-mar, [11]

A voz do choro que o mundo abraçou! [10]


(chorus)

Do que aprendemos aqui, [8]

Um tanto de amor acolá, [8]

Dudu que nos faz repetir: [8]

Um toque de choro no ar! [8]


Eduardo Ferreira, Dudu, from Choro das 3, left us – Families and crowd of followers in Brazil and abroad feel orphans and support the girls.

THE “CHORINHO” CAN’T STOP

Dudu, Eduardo Ferreira, member of the group Choro das 3, and the girls’ father, left us. It was he himself who joined his daughters in the “choro” circles, from Mooca and the “chorosas” regions of SP, from where they began to shine to the world.

It’s Valentine’s Day in Brazil, which loses a lover of “choro”, but which left three princesses for the romance of Brazilian music that already resonates around the world.

To support his daughters, Dudu became the group’s own percussionist. The girls’ wife and mother, Maria Cristina, remains hospitalized. The girls have been isolated for days, with rare news from their parents. Now they will need a lot more support. Thanks for everyone who is supporting the family.

The girls, Corina, Lia and Elisa, his wife Cristina, other family members and friends now need your prayers even more.

We’ve never seen a “Choro das 3” so deep. Let’s follow what Paul said “Weep with those who weep” (Rom.12:15). You can already hear myriads of followers, from Brazil and abroad, crying and singing: “Naquela mesa está faltando ele / E a saudade dele está doendo em mim…” (Sérgio Bittencourt, in memory of his father, Jacob do Bandolim).

Our Odeon (Odeon, from the Greek ᾠδεῖον – oidîon – by the Latin odeum – small Greek amphitheater used for music festivals; smaller than the theater and which had a cover to retain sound); yes, our Odeon is silente… temporarily. “O choro das 3” (the crying of the three girls and family) is now for all of us!


Carpe diem. Frui nocte!

Envie para quem você ama!

⁞Ð.β.⁞


Print Friendly, PDF & Email

Dan Berg

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo