Religiosidade

Cuidado! Desespero: Amigo Ou Inimigo?

Compartilhar

Nossos Sábios contam a seguinte mashal:

“A sua vida está pendurada por um fio e você precisa de uma cirurgia de emergência!”, avisou o médico. “É um procedimento de risco e não vou operá-lo até que você arranje o pagamento”. O paciente obstinadamente responde: “Não estou disposto a pagar!”.

Um amigo do paciente puxa o médico de lado e diz: “O senhor está assustando o paciente e, por conseguinte, não será capaz de salvá-lo. Ele pensa que estão exigindo o pagamento porque você não espera que ele sobreviva à operação. Por isso, você fez ele ‘desistir’ e não será capaz de salvá-lo!”.

Portanto, sempre que uma pessoa comete um erro ou equívoco, ela deve lembrar-se do verso: “Não há homem justo sobre a face da Terra que faça o bem e que não erre”. Se a pessoa perde a esperança de ser perdoada sempre que cometer algum erro, ela nunca será capaz de melhorar a sua conduta. Se acredita que não pode corrigir suas ações, nunca será capaz de apreciar a grande compaixão e perdão que H’shem estende a todos os que se envolvem no processo de arrependimento.

Pois na verdade, se a pessoa não se desespera após cometer algum erro ou equívoco, ele já conseguiu vencer a batalha! Agora que manteve uma atitude otimista – tanto em relação a H’shem como sobre a sua própria capacidade de melhorar – ela pode tentar novamente e com o passar do tempo terá seu sucesso!

Nosso primeira linha de defesa é a emunah no Criador e não desistir jamais daquilo que queremos e objetivamos alcançar.

– Com base nos ensinos do Rabino Yaacov Krantz

Fonte: Blog Torah Com Você


Ver também:


O ensino de alta qualidade já está ao alcance de todos e em qualquer lugar. Educação de Ensino em Casa, Jardins de Infância e Escolas, com cursos educacionais pré-escolar, ensino básico, fundamental e médio!

Gratuitamente, clique e comece já!

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhar

Eliahu Hasky

Colunista para Israel em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais da região.
Botão Voltar ao topo