Esportes

Horner avisa que a Red Bull não tem “nada a temer” em Silverstone

Graças ao triunfo de Max Verstappen no Grande Prêmio da Áustria, a Red Bull agora venceu cinco Grandes Prêmios consecutivos pela primeira vez desde 2013 – uma estatística que levou o chefe da equipe, Christian Horner, a alertar o time contra a complacência rumo à próxima rodada em Silverstone.

Verstappen conquistou a vitória da pole position para vencer as duas corridas em Spielberg, enquanto a equipe de Milton Keynes amplia sua liderança no campeonato, com a Mercedes 44 pontos atrás e sem vitórias desde o Grande Prêmio da Espanha em maio.

Mas Horner avisou que está longe de ser certo que a Red Bull vá buscar seu primeiro título desde 2013.

“Já vencemos as últimas cinco corridas, uma primeira vez para nós na era híbrida, mas não podemos ficar complacentes e precisamos manter esse ímpeto”, disse ele. “Há um longo caminho a percorrer neste campeonato, não tomemos nada como garantido e temos de continuar a fazer o que estamos a fazer, sessão a sessão, corrida a corrida”.

“Silverstone será um grande desafio e tem sido um reduto da Mercedes nos últimos sete anos, mas haverá uma grande multidão lá e temos fãs brilhantes, então mal posso esperar para fazer outro show para todos que vierem para nós apoiar”.

A Áustria deixou o atual campeão Lewis Hamilton minimizando as chances dos Silver Arrows, embora tenham ganhado sete dos oito Grandes Prêmios da Grã-Bretanha na era híbrida. Quanto a Horner, ele estava otimista sobre as perspectivas de sua equipe, dizendo que não havia nada a temer na 10ª rodada do campeonato.

“Bem, sabemos que a Mercedes tem sido tão forte em Silverstone nos últimos sete anos, então eles serão poderosos por lá e, é claro, com os fãs britânicos apoiando Lewis, haverá mais gasolina em seu tanque”, ele disse.

“Claro, é a primeira das corridas de Sprint também, então vai ser uma dinâmica diferente – mas se pudermos levar esse ímpeto para Silverstone, então não há realmente nada que devamos temer”, ele concluiu.

A Red Bull tem como objetivo imitar 2013 com uma sexta vitória consecutiva quando o Grande Prêmio da Inglaterra acontecer em 18 de julho. Oito anos atrás, é claro, eles conquistaram seu último dos quatro títulos antes que a Mercedes subisse ao trono.

Fonte: Fórmula 1


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo