Esportes

Brasileirão: Athletico-PR e RB Bragantino empatam em jogo equilibrado

Pela 11ª rodada, equipes disputaram confronto direto na Série A e empataram em 2 a 2.

Em um confronto direto pelas primeiras posições da tabela do Brasileirão AssaíAthletico-PR e Red Bull Bragantino fizeram um jogo movimentado neste sábado (10) e empataram em 2 a 2. Pela 11ª rodada da competição, Nikão e David Terans marcaram para o Furacão, e Alerrandro e Ytalo fizeram os gols do Massa Bruta.

Com o empate, o Bragantino segue na segunda posição da Série A, com 23 pontos, seguido pelo time rubro-negro, que tem 20 e ocupa o terceiro lugar.

O jogo

O primeiro tempo na Arena da Baixada foi bastante movimentado entre Athletico-PR e RB Bragantino. Brigando pelas primeiras posições na tabela da Série A, as equipes se lançaram ao ataque a todo instante, mas também se postaram bem na marcação. Tanto que o placar só foi aberto aos 27 minutos. Após roubada de bola no meio campo, Alerrandro foi acionado rapidamente, dominou e acertou o ângulo esquerdo de Breno para colocar o Massa Bruta na frente. O Furacão aumentou a intensidade e, já no último lance, Nikão recebeu de David Terans e mandou cruzado para deixar tudo igual: 1 a 1.

O ritmo seguiu parecido na volta do intervalo. Com bom volume de jogo para os dois lados, os times seguiram criando e balançaram as redes mais duas vezes. Aos 24, após boa troca de passes, a bola chegou para Terans finalizar no contrapé do goleiro Cleiton e virar para o Athletico. Dez minutos depois, Lucas Evangelista deu assistência para Ytalo, dentro da área, tirar de Breno e empatar o jogo: 2 a 2.

Fonte: CBF


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo