Esportes

São Paulo e Racing se reencontram nas oitavas de final da Libertadores

Compartilhar

Tricolor faz 10ª partida em um mês e argentinos não atuam há 40 dias.

De um lado, um São Paulo que disputará o décimo jogo no intervalo de um mês. Do outro, um Racing que não atua há quase 40 dias, desde a final da Copa da Liga Argentina, que finalizou a temporada do futebol no país vizinho. É neste cenário que as equipes se enfrentam nesta terça-feira (13), às 21h30 (horário de Brasília), no Morumbi, no primeiro duelo do confronto pelas oitavas de final da Libertadores.

O Tricolor praticamente não respirou ao longo da temporada 2021, iniciada no fim de fevereiro. O jejum de nove anos sem conquistas chegou ao fim com o título paulista, mas a parte física cobrou o preço. O zagueiro Miranda, o lateral Daniel Alves, o volante Luan, o meia Martín Benítez e os atacantes Luciano e Emiliano Rigoni desfalcaram a equipe por lesão durante os últimos 30 dias. As ausências impactaram o rendimento em campo. Foram sete jogos sem vitórias, que mantiveram o São Paulo na zona de rebaixamento do Brasileirão em boa parte das primeiras rodadas. Cenário que só se modificou nas duas últimas rodadas.

“Se você [jornalista] perguntar a eles [Racing], vão dizer que nós temos vantagem, porque estamos jogamos. Para nós, não é vantagem porque temos jogado muito. Isso é o futebol, é o calendário. Temos que nos adaptarmos a situação”, afirmou o técnico do São Paulo, Hernán Crespo, em entrevista coletiva no último sábado (10), após a vitória por 1 a 0 sobre o Bahia, no Morumbi, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Contundidos, Luciano e Rigoni desfalcarão o Tricolor paulista neste primeiro embate com o Racing. Apesar de recuperado, Daniel Alves também estará ausente, pois está à serviço da seleção olímpica que disputará os Jogos de Tóquio (Japão). Por sua vez, o zagueiro Bruno Alves está suspenso. A expectativa é que Crespo escale a base da equipe que derrotou o Bahia, no último sábado (10), pelo Campeonato Brasileiro, com Tiago Volpi; Diego Costa, Robert Arboleda e Léo; Igor Vinicius, Luan, Liziero, Martín Benítez e Reinaldo; Vitor Bueno e Éder. Destes, Luan, Benítez e Éder foram poupados contra o Esquadrão de Aço.

Do lado do Racing, a dúvida é se o técnico Juan Antonio Pizzi utilizará a formação com quatro ou cinco defensores. Nos duelos anteriores contra o São Paulo, os argentinos iniciaram as partidas no 5-3-2. A provável escalação deverá ter Gabriel Arias; Juan Cáceres, Nery Domínguez, Leonardo Sigali, Maurício Martínez e Eugenio Mena; Leonel Miranda, Aníbal Moreno e Ignacio Piatti; Enzo Copetti e Tomás Chancalay.

As equipes se enfrentaram na fase de grupos da Libertadores. Pela terceira rodada, no estádio El Cilindro, em Avellaneda (Argentina), a partida terminou empatada sem gols. Na quinta rodada, o Racing ganhou por 1 a 0 no Morumbi. Os argentinos finalizaram o Grupo E na liderança com 14 pontos, três a frente dos brasileiros.

Fonte: Agência Brasil


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhar

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo