News

Sergipe recebe técnicos de Rondônia para mostrar programas de enfrentamento à sífilis

A vinda dos técnicos de Rondônia à Sergipe teve indicação do Ministério da Saúde.

Uma equipe de cinco técnicos da área de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado da Saúde de Rondônia chegou a Sergipe nesta terça-feira, 13, onde ficará até a próxima quinta-feira, 15, para absorver a expertise dos técnicos locais no enfrentamento à sífilis, especialmente a congênita, transmitida verticalmente da mãe para o feto. Em contrapartida, irão apresentar as experiências exitosas desenvolvidas no estado que se situa na região norte do país.

A vinda dos técnicos de Rondônia à Sergipe teve  indicação do Ministério da Saúde, o que, para o gerente do Programa IST/Aids, Almir Santana, representa o reconhecimento do órgão federal ao trabalho exitoso desenvolvido no combate à infecção. “Sergipe sempre foi um estado que colaborou com o enfrentamento da epidemia em outra época, tendo sido referência para o nordeste, inclusive se tornado um centro de capacitação para Centros de Testagem e Aconselhamento (CTAS). O ministério entende que Sergipe tem experiência para ajudar o estado de Rondônia”, ressaltou.

Almir Santana explicou, ainda, que Rondônia foi contemplado pela Organização Panamericana da Saúde (OPAS) com um projeto para eliminação da sífilis em quatro municípios e um dos seus critérios é a visita técnica a alguns estados. Eles já foram a São Paulo e Paraíba, concluindo em Sergipe essa etapa do projeto, segundo informou o diretor Executivo de Vigilância em Saúde de Rondônia, Edilson Silva. A agenda de trabalho em Sergipe contém reuniões, visitas técnicas ao serviço da sífilis de Aracaju e a Casa de Apoio Bom Samaritano, bem como conhecerão o funcionamento da Unidade Móvel Fique Sabendo e Camisildo, estratégicas na oferta do teste rápido.

Edilson Silva salientou que a equipe está focada em buscar boas e eficientes experiências no enfrentamento da sífilis que possam ser implantadas no estado, onde, afirmou ele, o agravo está sob controle. Rondônia, disse o diretor, tem realizado oficinas de capacitações com técnicos do estado e municípios para a qualificação dos processos de trabalho nesta questão, como também tem se empenhado em fortalecer e melhorar o pré-natal para a possível detecção dos casos de sífilis.

O diretor de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado da Saúde de Sergipe, Marco Aurélio Góes, destaca o momento de troca de experiências. “Sergipe trabalha há mais de 10 anos na diminuição dos casos de sífilis e de sífilis congênita, fazendo a captação de casos nas maternidades, correlacionando estas informações com os dados da Atenção Primária, proporcionando o tratamento da gestante, disponibilizando os testes rápidos em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS), fazendo ações de incentivo à testagem. Então, acho que é um momento importante de discussão e de troca de experiência”, concluiu.

Fonte: Governo de Sergipe


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo