Esportes

Leclerc “50% feliz, 50% frustrado” depois de perder por pouco a primeira vitória da Ferrari desde 2019

Compartilhar

Por um tempo, parecia que as estrelas poderiam se alinhar e a Ferrari poderia vencer em Silverstone no 70º aniversário de sua primeira vitória na F1 em 1951. Mas no final Charles Leclerc teve que se contentar com o segundo lugar atrás de Lewis Hamilton, com o piloto monegasco dizendo depois que ele deu “200%” na luta pelo primeiro.

Tendo largado em quarto lugar, Leclerc encontrou-se na liderança quando as bandeiras vermelhas voaram no início da corrida, tendo saltado Valtteri Bottas no início e depois lucrado com a aproximação entre Max Verstappen e Lewis Hamilton em Copse Corner.

O piloto da Ferrari manteve a liderança após o reinício da corrida, apesar de lutar contra um problema de motor e forte pressão de Lewis Hamilton, mas acabou sucumbindo a três voltas do fim depois que o piloto da Mercedes rugiu de volta para sua cauda.

Questionado sobre o ponto em que a vitória estava escapando, Leclerc respondeu: “Não até que Lewis me ultrapassou. Até então eu acreditava que poderia vencer esta corrida – e é assim que deve ser”.

“Se eu estivesse pensando em ser o segundo antes disso, teria sido ainda pior. Eu acreditei até o último momento. Obviamente, eu podia ouvir meu engenheiro me dizendo o ritmo de Lewis com os pneus duros, e eu disse ‘isso é rápido’. Eu estava empurrando 200%, mas obviamente não era bom o suficiente para manter a primeira posição nas últimas voltas”.

“Eu sabia que Lewis estava do lado de dentro e eu deixei uma vaga e infelizmente fiquei na frente, mas no final da curva eu ​​levei um estalo e perdi um pouco de tempo e Lewis passou na minha frente.

“[Estou sentindo] 50% de frustração, 50% de felicidade. Obviamente, indo para este fim de semana, não havia absolutamente nenhuma esperança de lutar por uma vitória aqui em Silverstone. Isso mostra como estamos fazendo um ótimo trabalho como equipe. Não é uma situação fácil para a equipe, mas a equipe está trabalhando muito bem”.

“Mostramos isso hoje com este segundo lugar e temos que continuar trabalhando porque é isso que queremos fazer de forma consistente – lutar pela vitória”.

Apesar de sua frustração por perder a vitória, Leclerc admitiu que esta seria uma de suas melhores corridas na F1 até agora, especialmente depois de lutar com problemas no início: “Sim, quero dizer, eu estava realmente envolvido em todas as voltas. Acho que não houve uma volta em que cometi um grande erro”.

“Especialmente na primeira passagem, com os problemas que tivemos com o motor, pensei que a minha corrida tinha acabado. Eu tinha algumas coisas a fazer no volante, mas acho que administramos a situação muito bem e conseguimos diminuir os cortes do motor para o resto da corrida”.

O pódio foi o primeiro para Leclerc desde seu pódio na mesma pista no ano passado, e o primeiro pódio da Ferrari desde que Carlos Sainz terminou em segundo em Mônaco.

Fonte: Fórmula 1


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhar

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »