Esportes

Schumacher diz que estava “tentando aprender ao invés de lutar” com Vettel depois de correr com seu mentor em Silverstone

Mesmo em uma corrida difícil, pode haver muito o que aprender para os pilotos novatos, e Mick Schumacher estava tentando fazer exatamente isso com Sebastian Vettel em Silverstone.

O piloto da Aston Martin sofreu um giro no início da corrida ao lutar com Fernando Alonso, deixando-o cair para o fundo do campo. Isso criou a situação em que ele e Schumacher estavam lutando por uma posição na pista, mas o novato da Haas diz que viu uma oportunidade de analisar a direção de seu mentor de perto em uma situação de corrida, em vez de tentar provar um ponto contra Vettel, que tinha um carro mais rápido .

“Obviamente, infelizmente, vi que a corrida dele também não saiu como planejado, o que é uma pena,” disse Schumacher. “Portanto, não o desafiei de forma alguma porque sabia que ele iria mais rápido. Então, eu estava tentando aprender com ele, mais do que impedi-lo. ”

A corrida de Schumacher foi difícil, já que foi derrotado pelo companheiro de equipe Nikita Mazepin apenas pela segunda vez nesta temporada, algo que ele atribui a ser muito conservador no que diz respeito à gestão dos pneus nas altas temperaturas de domingo.

“Nao foi facil. Penso que, infelizmente, lutámos um pouco com os pneus e com a abordagem que tínhamos. Provavelmente teremos de aprender com isso e tentar voltar mais fortes em Budapeste”.

“Nós, como equip., tentámos não sobreaquecer os pneus nas primeiras voltas e parece que o Nikita estava a forçar um pouco mais forte nas primeiras voltas e ainda assim conseguiu manter os pneus na janela. Então, isso é algo que terei que analisar por que e como, porque havia muita margem para eu ir mais rápido”.

Foi uma corrida acirrada entre os dois pilotos da Haas, com Mazepin saindo por cima por apenas 1,5 segundos e o russo ficou satisfeito com a forma como lidou com o calor ao longo da corrida.

“Sim, foi difícil”, disse Mazepin. “Muito calor – parecia que estávamos correndo na África, não na Inglaterra para ser honesto! Mas bom para nós, eu acho. O final de semana foi positivo”.

“Obviamente não fomos capazes de mudar o carro tanto quanto nos outros fins de semana e acho que encontramos uma ótima afinação no início do fim de semana que talvez não tenha sido a melhor coisa na qualificação, mas funcionou muito bem em uma pista aquilo era degradante assim. Então foi bom”.

Fonte: Fórmula 1


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo